Economia

Produção tem queda de 2,6% em julho no país

Da Redação ·





Por Denise Luna

RIO DE JANEIRO, RJ, 4 de setembro (Folhapress) - A produção de petróleo no Brasil caiu 2,6% em julho em relação há um ano e 0,5% contra junho, para 2,023 milhões de barris diários, mesmo com a produção do pré-sal tendo atingido recorde de 172,8 mil barris diários em dez campos da nova fronteira.

Segundo dados divulgados hoje pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), foram produzidos no pré-sal também 5,7 milhões de m3 de gás natural em julho, totalizando 208,9 milhões de barris de óleo equivalente (petróleo e gás), ultrapassando a melhor marca da região, de 200,6 milhões, registrada em dezembro de 2011.

A Petrobras foi responsável por 92,4% da produção de petróleo no país.

Em segundo lugar ficou a Statoil Brasil, com produção de 67,3 mil barris diários de petróleo (3,3%), seguida pela Shell, com 61,4 mil barris (3%).

Os campos de maior produção de petróleo foram Marlim Sul (284 mil b/d) e Roncador (271 mil b/d), ambos na bacia de Campos.

O campo de Lula (ex-Tupi), no pré-sal de Santos, ficou em sétimo lugar, com produção de 106 mil barris diários.
 

continua após publicidade