Economia

Falha em sistema tira Angra 1 do sistema elétrico nacional

Da Redação ·

Por Denise Luna RIO DE JANEIRO, RJ, 31 de agosto (Folhapress) - A usina nuclear de Angra 1, no Rio de Janeiro, foi desconectada automaticamente do SIN (Sistema Interligado Nacional) na manhã de hoje, após uma atuação indevida de um dos seus sistema redundantes de segurança (que é acionado quando um outro sistema falha, mantendo o fluxo de energia ininterrupto). Apesar do desligamento da usina, ninguém ficou sem luz porque o SIN tem como compensar a falta de abastecimento com outras fontes, mantendo o fluxo de energia constante. Com a usina desligada, todos os sistema funcionaram normalmente, informou a Eletronuclear, responsável pela operação da usina. O incidente foi classificado pela estatal como "não usual". "Os técnicos da empresa estão fazendo as últimas verificações para determinar o retorno da unidade à operação", disse a Eletronuclear em nota. A empresa informou ainda que o evento não causou nenhum dano aos trabalhadores da empresa, à população ou ao meio ambiente. Angra 1 foi primeira usina nuclear a entrar em operação no Brasil, na década de 1980, e tem capacidade para gerar 657 megawatts, quase a metade de Angra 2, que entrou em operação em 2000 e pode gerar até 1.300 megawatts.  

continua após publicidade