Economia

Crise é chance de Brasil produzir e crescer, crê Dilma

Da Redação ·
A crise internacional é uma chance de o Brasil crescer e produzir, acredita a presidente da República. "Iremos transformar a crise em oportunidade para melhorar as condições de nosso País de produzir, crescer e distribuir renda", disse Dilma Rousseff na sexta-feira, durante cerimônia de batismo da plataforma P-59, no município baiano de Maragogipe. Nesta manhã, Dilma também participou na Bahia do lançamento da pedra fundamental do estaleiro Enseada do Paraguaçu. "O Brasil está em outro caminho, o nosso caminho não é igual ao deles (países desenvolvidos)", afirmou a presidente. No discurso, a presidente lembrou que o Brasil atualmente "reparte o bolo", enquanto as nações europeias vivem uma realidade de desemprego, corte de salários e de benefícios dos trabalhadores. "Tem países europeus com taxa de desemprego de 25%", ressaltou. "O nosso caminho não é caminho de tirar o direito de trabalhadores, o nosso caminho é outro." Para Dilma, o Brasil irá se "transformar em uma das maiores nações do mundo", pois tem pessoas alegres. "Eu tenho imensa confiança na capacidade do meu povo de enfrentar desafios e encontrar soluções", argumentou, sob aplausos. A presidente também destacou que o Brasil vive uma realidade "nunca antes vista" e citou medidas do governo, como redução de juros e uma taxa de câmbio que impede que a indústria seja sucateada, além de indicar a perspectiva de redução de impostos. Além da presidente, participaram da cerimônia de batismo da plataforma a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, o governador da Bahia, Jacques Wagner (PT), o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, e o ex-presidente da Petrobras José Sergio Gabrielli, dentre outros.
continua após publicidade