Economia

Emissão de cheques sem fundo tem alta no 1º semestre

Da Redação ·

O Indicador de Cheques Sem Fundos, divulgado nesta quinta-feira pela Serasa Experian, atingiu 2,07% no primeiro semestre, registrando o maior volume de devoluções para o acumulado de janeiro a junho desde 2009, quando retornaram 2,30% dos documentos emitidos em todo o País. Conforme o indicador, em junho foram devolvidos 2,02% do total de cheques, nível abaixo dos 2,20% de maio mas acima do 1,93% registrado em junho de 2011. Os economistas da Serasa Experian, em nota distribuída à imprensa, avaliam que o aumento do volume desse tipo de inadimplência no primeiro semestre confirma que o consumidor se endividou, ampliou o comprometimento de renda e acabou perdendo o controle das contas também nas compras parceladas com cheques pré-datados. No primeiro semestre de 2012, foram compensados 458.170.923 cheques e, desses, 9.488.913 voltaram. Em igual período de 2011, a emissão havia sido de 508.827.839 e a devolução, de 9.844.863. Ou seja: houve uma queda de 10% no total de emissões de um semestre para outro e uma redução menor, de apenas 3,6%, no número de cheques sem fundos. "Prova de que os cheques estão perdendo qualidade", resumem os economistas da Serasa Experian.

continua após publicidade