Economia

Petrobras tem lucro líquido de R$ 10,9 bilhões no trimestre

Da Redação ·

A Petrobras anunciou lucro líquido de R$ 10,94 bilhões no segundo trimestre de 2011, alta de 32% sobre os R$ 8,295 bilhões apurados em igual período do ano anterior. O resultado veio no mesmo patamar do primeiro trimestre deste ano, quando a empresa teve lucro líquido de R$ 10,98 bilhões.

continua após publicidade

No semestre, a estatal teve lucro líquido recorde de R$ 21,9 bilhões, o que representa alta de 37% em relação aos R$ 16 bilhões dos primeiros seis meses do ano passado.

No âmbito corporativo, a Petrobras destacou a melhora do rating da dívida da companhia em moeda estrangeira pela agência de classificação de risco Moody´s para A3. "A consistência de nossos indicadores financeiros, aliada à robustez do caixa da Companhia e ao planejamento de longo prazo são fatores importantes para esta melhor avaliação de nossa dívida", disse a estatal".

continua após publicidade

Para a estatal, isto poderá contribuir para a ampliação da base de investidores, além da
melhora de condições de captação de recursos.

Segundo trimestre
A receita líquida da companhia entre abril e junho alcançou R$ 61,469 bilhões, alta de 14,6% em igual comparação, ocasionada principalmente pela recuperação dos preços do petróleo na comparação anualizada, efeito parcialmente compensado pela política da estatal de manter os preços da gasolina e do diesel inalterados no mercado doméstico.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortizações) trimestral totalizou R$ 16,139 bilhões no segundo trimestre deste ano, com expansão de 1,33% na mesma base comparativa. O resultado financeiro foi positivo em R$ 2,895 bilhões, ante R$ 630 milhões negativos no mesmo período do ano passado.

continua após publicidade

O segundo trimestre foi marcado pela expectativa acerca da definição do Plano de Negócios 2011-2015, cuja divulgação ocorreu somente em julho. O plano prevê investimentos de US$ 224,7 bilhões (R$ 389 bilhões) no período, sendo a maior parte, equivalente a US$ 127,5 bilhões ou 57% do total, destinada à área de Exploração e Produção (E&P).

A área de Refino, Transporte e Comercialização receberá US$ 70,6 bilhões. Outros US$ 13,2 bilhões serão destinados à área de Gás e Energia, US$ 4,1 bilhões à de Biocombustível, US$ 3,8 bilhões à Petroquímica, US$ 3,1 bilhões à Distribuição e US$ 2,4 bilhões ao Corporativo.

O Plano de Negócios prevê a aplicação de 95% dos investimentos (US$ 213,5 bilhões) nas atividades desenvolvidas no Brasil e 5% (US$ 11,2 bilhões) nas atividades do exterior, em um total de 688 projetos. Desse total, 57% são referentes a projetos já autorizados para execução e implementação.

continua após publicidade

O investimento total da Petrobras em 2011 deverá somar R$ 84,7 bilhões, uma expansão de 10,9% em relação aos R$ 76,4 bilhões investidos no ano passado. O montante, por outro lado, é 8,9% inferior ao orçamento previsto inicialmente para 2011, que era de R$ 93 bilhões.

(Com informações da Agência Estado)