Cotidiano

Visitantes e funcionários passaram a noite no Museu Imperial por causa da chuva

Da Redação ·

Visitantes e funcionários que estavam no Museu Imperial de Petrópolis na tarde de terça-feira, 15, quando uma tempestade atingiu a cidade, passaram a noite abrigados nas dependências do palácio e só conseguiram sair na manhã desta quarta-feira, 16. Ninguém ficou ferido. O prédio do museu não sofreu danos e o acervo está preservado. Na cidade da Região Serrana do Rio, porém, o temporal deixou pelo menos 66 mortos.

continua após publicidade

Dois prédios do complexo, onde funcionam o refeitório e vestiário dos funcionários, estão comprometidos em decorrência de um deslizamento no terreno anexo. Ambos foram interditados por medidas de segurança.

Uma pequena barreira atingiu os fundos do Pavilhão das Viaturas, porém não houve danos. A Defesa Civil foi acionada para avaliar todas as estruturas e edificações de todo o complexo.

continua após publicidade

O palácio foi construído em 1845 e era a residência de verão da família real brasileira. O museu possui o principal acervo do País relativo ao império brasileiro, em especial o Segundo Reinado, sob o governo de dom Pedro II. São cerca de 300 mil itens no acervo.