Cotidiano

Vídeo: Advogado mata cachorro com tiro na cabeça e é preso

Vídeo mostra o momento em que ele desce de carro, vai em direção ao animal e efetua o disparo.

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Vídeo: Advogado mata cachorro com tiro na cabeça e é preso
Vídeo: Advogado mata cachorro com tiro na cabeça e é preso

Um advogado foi preso em flagrante, na noite de sábado (11), após matar com tiro na cabeça um cachorro que estava dentro da propriedade de seus donos, em Iporá, na região oeste de Goiás, a 226 quilômetros de Goiânia. As informações são do portal Metrópoles.

continua após publicidade

Vídeo de câmeras de segurança mostra o momento em que Hugo Amâncio Alves desce de seu carro, vai em direção ao animal e efetua o disparo. Em seguida, o vídeo mostra o dono do cachorro, lamentando a morte de seu pet. Assista:

 Vídeo: Advogado mata cachorro com tiro na cabeça e é preso - Vídeo por: Reprodução  

continua após publicidade

O crime foi praticado por volta das 22h30, no portão de uma casa na Rua R-2, no Bairro Mato Grosso. As imagens do vídeo mostram que o advogado foi de carro ao local e, após descer do veículo, chamou o animal até o portão da residência e atirou, em seguida. Segundo a polícia, Alves disse que cometeu o crime por vingança após o cão morder um de seus dedos.

Dono do pet, o adolescente Igor Rodrigues de Moura, de 16 anos, contou ao Metrópoles que ele e toda a sua família estão revoltados. “Foi um tiro na cabeça do meu cachorro”, lamentou ele, que mora na residência com os pais, o irmão e uma avó.

“Não tem explicação para ele [advogado] ter feito isso. Ele já chegou a falar que o cachorro era chato porque latia demais”, afirmou o dono do animal da raça red heeler, que tinha 3 anos de idade.

continua após publicidade

Segundo o adolescente, o advogado era muito amigo do pai dele e frequentava muito a casa de sua família. “Ele [suspeito] é de dentro de casa. Quase todo final de semana, estava na chácara. Provavelmente, não sabia que tinha câmera de segurança perto do portão”, contou.

O dono relatou que, na noite de sábado, estava na residência com a namorada, esperando a hora de irem a um show na cidade. Em seguida, ouviram o barulho do tiro, mas, por segurança, continuaram dentro da residência.

Depois, um amigo do adolescente chegou à casa, porque havia combinado de encontrar o adolescente e a namorada dele para irem ao show juntos. O dono do cachorro disse que recebeu uma ligação dele.

continua após publicidade

“Um amigo meu foi o primeiro a ver meu cachorro morto quando chegou à minha casa para irmos ao show. Ele chegou, me ligou e ficou paralisado. Eu atendi, mas ele não conseguiu falar nada. Depois, me disse que meu cachorro estava morto no portão. Fui lá fora e vi meu cachorro na poça de sangue”, contou.

O tutor disse, ainda, que ficou revoltado ao ver o cachorro morto. “Veio sentimento de indignação, porque, na mesma hora que o vi, lembrei o tiro, o barulho que escutei. Meu coração partiu na hora. Não é só um cachorro que morreu. É um tiro na cabeça de um animal”, afirmou.

continua após publicidade

O Metrópoles não identificou contato da defesa do advogado para se manifestar. A Polícia Civil investiga o caso.

A Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO) informou que a presidente da subseção local, a advogada Vanessa Cândido Costa, foi notificada da prisão e acompanhou o procedimento.

A entidade acrescentou que oferece todo apoio a todo advogado detido para preservar suas prerrogativas, mas mantém a assistência tão somente em casos onde se comprova a violação do exercício profissional.

Com informações Metrópoles.