Cotidiano

Usuário leva "prejuízo" ao trocar galo e celular por crack

Ao notar que levou "prejuízo", o homem denunciou o caso à Polícia Civil

Da Redação ·

Neste domingo (4), um caso inusitado foi registrado por policiais civis da 35ª Delegacia de Polícia, de Sobradinho II, Distrito Federal. Um usuário de drogas procurou os agentes para denunciar um "prejuízo".

continua após publicidade

De acordo com a Polícia Civil (PC), o homem teria ido a uma boca de fumo para adquirir algumas pedras de crack e, como forma de pagamento, entregou um galo ao traficante. Ainda conforme a polícia, em razão do vício, o usuário retornou à boca de fumo e, dessa vez, pagou o entorpecente com um celular, avaliado em R$ 1 mil. A droga, no entanto, valia apenas R$ 100.

Após notar que levou "prejuízo" no pagamento, o indivíduo foi para a delegacia registrar um boletim de ocorrência. Ele alegou que teve o aparelho celular roubado e acusou o traficante de ter cometido o crime. 

continua após publicidade

As autoridades averiguaram a situação e o usuário acabou sendo autuado por denunciação caluniosa. Na casa do traficante, os policiais encontraram vários indícios de tráfico. No local havia dinheiro e entorpecentes. 

A partir da prisão do usuário, foi possível também realizar a detenção em flagrante do traficante. O usuário foi liberado depois de assinar um termo de compromisso de comparecimento à Justiça.

Com informações; Metrópoles