MAIS LIDAS
VER TODOS

Cotidiano

Transição vai sugerir maior prazo para municípios editarem plano de saneamento

Ex-governador de São Paulo e integrante do GT de Cidades na transição, Márcio França, afirmou nesta quarta-feira, 30, que o grupo vai sugerir ajustes em normas infralegais que regulamentam o marco legal do saneamento.Uma das modificações propostas será pr

Amanda Pupo, Marlla Sabino e Eduardo Rodrigues (via Agência Estado)

·
Escrito por Amanda Pupo, Marlla Sabino e Eduardo Rodrigues (via Agência Estado)
Publicado em 30.11.2022, 15:54:00 Editado em 30.11.2022, 15:58:57
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

Ex-governador de São Paulo e integrante do GT de Cidades na transição, Márcio França, afirmou nesta quarta-feira, 30, que o grupo vai sugerir ajustes em normas infralegais que regulamentam o marco legal do saneamento.

continua após publicidade

Uma das modificações propostas será prorrogar por um ano o prazo para municípios elaborarem seus Planos de Saneamento Básico. Pelo decreto atual, eles têm até o fim deste ano para editarem o plano. A partir desse prazo, o documento se torna condição para a cidade ter acesso aos recursos orçamentários da União, de financiamentos geridos ou administrados por órgão da administração pública federal, em caso de destinação a serviços de saneamento.

França, que falou com jornalistas ao chegar no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede do governo de transição, apontou existir uma ideia de respeito ao novo marco legal do saneamento, mas aliada a uma visão de que o setor privado não irá resolver todas as deficiências do setor. "Com as regras atuais o sujeito vai onde é lucrativo", disse o ex-governador, que falou na necessidade de atender as outras realidades, para que o poder público não fique responsável apenas pelas áreas menos rentáveis. Questionado se essa não teria sido a premissa do novo marco legal, que orientou a concessão regionalizada - filé com osso - dos serviços, França afirmou que sim.

continua após publicidade

Ele ainda disse que o plano é de a área de saneamento ficar alocada no Ministério das Cidades, que será recriado no governo Lula. Atualmente, o setor é de responsabilidade do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "Transição vai sugerir maior prazo para municípios editarem plano de saneamento"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!