Cotidiano

SP pode avaliar em 2 semanas a liberação completa de uso de máscaras, diz Doria

Da Redação ·

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), assinou nesta quarta-feira, 9, decreto que flexibiliza o uso de máscara em espaços em que não haja teto no Estado, como áreas abertas de shoppings, parques e calçadas. Como antecipou o Broadcast Político (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), a recomendação veio do comitê de especialistas que monitora a situação atual da pandemia de covid-19. Doria informou que jogos de futebol terão 100% de ocupação e antecipou que, possivelmente, em duas semanas as máscaras sejam totalmente abolidas no Estado. O fim do período coincidirá com os últimos dias de Doria no governo, já que ele renunciará para tocar a campanha a presidente da República.

continua após publicidade

Ao fazer o anúncio, no jardim do Palácio dos Bandeirantes, onde realiza as últimas coletivas de imprensa, o governador retirou a máscara que usava e assinou o decreto ao vivo. "Faz dois anos e dois meses que não faço uma coletiva sem máscara, me sinto leve", disse o tucano.

Membros do governo que acompanham as coletivas ao lado de Doria também dispensaram o uso do equipamento de proteção.

continua após publicidade

Regiane de Paula, coordenadora do Plano Estadual de Imunização (PEI), e o secretário da Saúde, Jean Gorinchteyn, destacaram o trabalho realizado pelo dirigente paulista na condução da pandemia no Estado.

"São Paulo mostra, através dos seus dados, o quanto realmente controlamos a pandemia com a vacinação e como protegemos a vida nas medidas que foram estabelecidas", disse Gorinchteyn. "Um líder que se colocou à frente e inspirou a todos com sua ação", completou.

Regiane destacou que o Estado se aproxima de alcançar a vacinação de toda a população elegível no Estado, com mais de 5 anos, com duas doses da vacina. Segundo o governo, 89,27% da população elegível no Estado está com o esquema vacinal completo e 70,65% das crianças na faixa etária de 5 a 11 anos foram vacinadas com a primeira dose.

continua após publicidade

Em relação ao número de casos, SP teve uma queda de 54% nos últimos 30 dias, disse Gorinchteyn. Neste mesmo período, as internações reduziram em 76% e os óbitos em 56%.

Atualmente, a taxa de ocupação em leitos de UTI está em 37,6% no Estado e em 37,1% na Grande São Paulo.

Paulo Menezes, coordenador do Comitê Executivo do Comitê Científico, destacou que o governo irá manter a obrigatoriedade do uso das máscaras em ambientes fechados, independentemente de "faixa etária e de qualificação do espaço".