Cotidiano

SP libera máscaras para alunos e professores nas áreas externas das escolas

Da Redação ·

O secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, confirmou que será liberado o uso de máscaras por alunos, professores e outros funcionários nos espaços abertos das escolas, como adiantado pelo Estadão/Broadcast. A utilização do equipamento de proteção continua sendo obrigatória nas salas de aula e em locais fechados.

continua após publicidade

"Continua obrigatório o uso na sala de aula ou nos ambientes que são fechados. Nos ambientes abertos, como na quadra que não é fechada, não precisará mais o uso de máscara", disse Soares, durante a coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

A medida já começa a valer a partir desta quarta e abrange também estádios, centros abertos para eventos, autódromos e áreas correlatas. O decreto que estabelece essas novas regras foi assinado pelo governador João Doria (PSDB) durante a coletiva. O governador informou, ainda, que em duas semanas vai avaliar a liberação completa do uso de máscaras no Estado, o que poderia incluir a liberação para espaços fechados.

continua após publicidade

Vacinação infantil

Durante a coletiva, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, anunciou que será realizada hoje, às 14h30, reunião com a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) para discutir a aplicação da Coronavac nas crianças de 3 a 6 anos. Na ocasião, serão apresentados os dados de imunização do Chile, que foi um dos primeiros países a iniciar a aplicação de vacinas neste público.

"Essa reunião acontecerá com apresentação dos próprios pesquisadores chilenos. Após a reunião, vamos ter um posicionamento da Anvisa em termos de prazo. Esperamos que haja sim a sensibilização. A vacinação desse grupo é fundamental nesse momento, é a única vacina que está em vias de aprovação para esse público", disse Covas. "Os dados são extremamente positivos, a população infantil responde muito bem à vacina, resposta imune melhor até do que nos adultos e nos idosos", completou.