Cotidiano

SP envia 10 mi de doses de Coronavac a crianças no dia 17 ao Ministério da Saúde

Da Redação ·

O governador São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira, 16, que o Estado de São Paulo enviará na quinta-feira, 17, ao Ministério da Saúde, 10 milhões de doses da vacina da Coronavac destinada à imunização infantil. As vacinas serão distribuídas pela Pasta entre os Estados de forma proporcional.

continua após publicidade

"A presença de mais 10 milhões de doses certamente permitirá uma aceleração desse processo de imunização. Com isso estaremos ajudando outros governadores, outros governos estaduais, a acelerarem o seu processo de vacinação", declarou Doria em coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

A compra das vacinas foi um tema de atritos entre o governo paulista e o Ministério. Com a aplicação da vacina ao público infantil sendo desaconselhada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e sua indisposição com relação à vacina do adversário político, o imunizante encontrou obstáculos para ser adquirido pela Saúde.

continua após publicidade

'Semana E'

O governador também anunciou que o Estado atingiu 60% das crianças entre 5 a 11 anos vacinadas. Do dia 19 ao dia 25 de fevereiro, SP promoverá a chamada "Semana E", que funcionará como busca ativa em escolas municipais, estaduais e privadas para ampliar o número de crianças vacinadas.

O secretário de Educação estadual, Rossieli Soares, afirmou que o Estado não deverá exigir passaporte da vacinação para os alunos, mesmo depois da conclusão da Semana E.

continua após publicidade

"Não temos nenhuma possibilidade de exigir passaporte para entrar nas escolas. Continuamos com a mesma medida que tomamos, cobrando a carteira de vacinação e, se não for apresentada e não estiver vacinada, vamos informar as autoridades, o Conselho Tutelar", disse o secretário. "Mas não vamos instituir o passaporte da vacina para crianças porque elas não podem decidir se vacinarão ou não", pontuou.

Vacina específica para a Ômicron

O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, informou durante a coletiva que a biofarmacêutica chinesa Sinovac, parceira do Instituto Butantan no desenvolvimento da vacina Coronavac, anunciou o desenvolvimento de vacina específica para a variante Ômicron. "Essa vacina deve entrar em estudos clínicos ainda este mês. Estamos nos preparando para fazer um braço desse estudo aqui no Brasil", disse durante a coletiva.

continua após publicidade

Além disso, Covas afirmou que, nos próximos 15 dias, o Instituto completará o dossiê junto à Anvisa solicitando a ampliação do uso da Coronavac ao público de 3 a 6 anos. Até o momento, essa vacina é utilizada em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos.

Taxa de Ocupação

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, o número de pessoas internadas no Estado é de 64,5% da taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Na Grande São Paulo a taxa é de 62,7%.

"É importante lembrar que no dia primeiro de fevereiro nós estávamos no Estado com 73% da população nos leitos de Terapia Intensiva, enquanto nós tínhamos na grande São Paulo 75% de ocupação. Portanto, há claramente uma queda significativa na ocupação", disse o secretário.

O governo e membros do comitê científico do Estado voltaram a destacar a importância de se adotar as medidas não farmacológicas para combater a doença, como o uso de máscaras e o distanciamento social, devido à preocupação de um aumento de casos devido ao feriado de carnaval.