Secretário de Saúde que vacinou a ‘mulher da vida dele’ contra covid pede exoneração do cargo - TNOnline
Mais lidas

    Cotidiano

    Saúde

    Secretário de Saúde que vacinou a ‘mulher da vida dele’ contra covid pede exoneração do cargo

    Secretário de Saúde que vacinou a ‘mulher da vida dele’ contra covid pede exoneração do cargo
    Foto por G1
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 25.01.2021, 03:38:56 Editado em 25.01.2021, 03:39:00
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O secretário municipal de Saúde de Pires do Rio, Assis Silva Filho pediu exoneração do cargo neste domingo (24). A solicitação aconteceu dois dias após ele pedir desculpas em uma rede social por ter vacinado a esposa - que não pertence ao grupo prioritário - na primeira etapa da campanha de imunização contra a Covid-19. 

    “[A vacinação dela] foi com intuito de resguardar e preservar a saúde e a vida da mulher da minha vida. Sou capaz de dar minha própria vida por ela”, afirmou em vídeo publicado na internet.

    No pedido de exoneração, Assis Silva diz que a decisão de deixar o cargo é de caráter "irrevogável" e "irretratável" e de cunho pessoal. A reportagem não conseguiu contato com Assis Silva. O nome da esposa dele não foi divulgado. 

    A prefeita de Pires do Rio, Cida Tomazini, informou que acatou o pedido de exoneração do secretário. 

    O pedido de exoneração vem também dois dias depois de a Justiça de Goiás conceder liminar para tirar Assis Silva do cargo por 60 dias, enquanto o Ministério Público (MP-GO) investiga a "furada de fila" para aplicar a vacina na esposa. O promotor de Justiça de Pires do Rio, Marcelo Borges Amaral, diz que a investigação que corre dentro do órgão continua. 

    "A investigação do MP prossegue normalmente. A exoneração não interfere em nada na apuração de crime", explica.

    Segundo planilha da Secretaria Estadual de Saúde, Pires do Rio recebeu 280 doses da Coronavac. A reportagem não conseguiu confirmar se o secretário também se imunizou. 

    Durante a transmissão ao vivo em uma rede social, Assis Silva informou que a esposa dele tem mais de 70 anos e o acompanha no trabalho, visitando muitas vezes as unidades de saúde do município. No entanto, não está prevista a vacinação de pessoas idosas que não estejam institucionalizadas nesta primeira fase do programa de imunização da Covid-19. 

    Grupos prioritários

    Goiás recebeu 183.030 doses da vacina para imunizar 87.127 pessoas do grupo prioritário. Para isso, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) enviou 90.280 doses para todas as cidades. 

    Segundo diretrizes do Ministério da Saúde (MS), devem ser vacinados contra a Covid-19, com prioridade: 

    Profissionais da saúde;

    Pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas);

    Pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência e residentes em Residências Inclusivas (institucionalizadas);

    População indígena vivendo em terras indígenas.

    As informações são do site G1. 

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "Secretário de Saúde que vacinou a ‘mulher da vida dele’ contra covid pede exoneração do cargo"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.