Cotidiano

Saiba quem são David Julius e Ardem Patapoutian, vencedores do Nobel de Medicina

Da Redação ·

O Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina de 2021 foi concedido a David Julius e Ardem Patapoutian, pesquisadores vinculados a universidades dos Estados Unidos. Eles foram reconhecidos por suas descobertas de receptores para temperatura e tato.

continua após publicidade

O doutor David Julius nasceu em Nova York, nos Estados Unidos, em 4 de novembro de 1955. Atualmente ele é professor e coordenador do Departamento de Fisiologia na Universidade da Califórnia, em São Francisco, onde leciona a cadeira Morris Herzstein em Biologia Molecular e Medicina.

De acordo com seu perfil no site da universidade, ele cursou o ensino fundamental e o médio em escolas públicas do bairro de Brighton Beach, no Brooklyn. Ele é casado com a doutora Holly Ingraham, professora na mesma universidade, com quem tem um filho, Philip Julius.

continua após publicidade

O cientista formou-se bacharel em ciências da vida pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts em 1977. Em 1984, ele obteve o doutorado em bioquímica na Universidade da Califórnia, Berkeley, onde trabalhou com Jeremy Thorner e Randy Schekman (prêmio Nobel 2013) para elucidar os mecanismos de processamento e secreção de hormônios peptídicos na levedura Saccharomyces.

O pós-doutorado de Julius foi concluído em 1990 no laboratório de Richard Axel, na Universidade de Columbia, em Nova York. Seu foco estava na neurofarmacologia e a função do receptor. Durante esse tempo, ele desenvolveu novos métodos de clonagem de expressão, permitindo-lhe identificar genes que codificam membros da família de receptores de serotonina. Em 1989 ele já havia ingressado na Universidade da Califórnia, onde está até hoje.

Julius é membro da Academia Nacional de Ciências e da Academia Americana de Artes e Ciências, além de ter recebido inúmeras homenagens e prêmios. Algumas de suas honrarias incluem o Prêmio Revelação em Ciências da Vida (2019), o Prêmio Canada Gairdner International (2017), o Prêmio Dr. Paul Janssen para Pesquisa Biomédica (2013), o Prêmio Shaw (2010), o Prêmio Passano (2010), Prêmio Príncipe das Astúrias de Pesquisa Técnica e Científica (2010), Prêmio Scolnick do Instituto McGovern de Pesquisa do Cérebro do MIT (2007), Prêmio Unilever Ciência (2007) e Prêmio Klaus Joachim Zülch de Neurociência (2006).

continua após publicidade

Ardem Patapoutian é um biólogo molecular especializado em transdução sensorial, que é a transformação dos sinais químicos ou físicos em impulsos elétricos. Ele nasceu no Líbano em 1967 e frequentou a Universidade Americana de Beirute por um ano antes de imigrar para os Estados Unidos em 1986. Ele se formou na Universidade da Califórnia em Los Angeles em 1990 e recebeu seu doutorado no Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) em 1996. As informações são do site da Academia Nacional de Ciências, instituição para a qual foi nomeado em 2017.

Patapoutian fez pós-doutorado na Universidade da Califórnia em São Francisco e, em 2000, juntou-se ao corpo docente do Instituto Scripps Research, onde atualmente é professor no Departamento de Neurociências. O cientista recebeu o prêmio Jovem Investigador da Sociedade para Neurociência em 2006 e foi nomeado investigador do Instituto Médico Howard Hughes em 2014. Ele é membro da American Association for the Advancement of Science (2016) e da Academia Nacional de Ciências (2017).

Em 2020, Julius e Patapoutian receberam o Prêmio Kavli de Neurociência, que é presidido pelo governo norueguês, por suas descobertas inovadoras de proteínas que ajudam os corpos a sentir a pressão.