Mais lidas

    Cotidiano

    Cotidiano

    Rio e municípios vizinhos vacinarão doentes e profissionais de 7 categorias

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 01.04.2021, 20:30:00 Editado em 01.04.2021, 20:35:09
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Pessoas com idade entre 45 e 59 anos e que tenham comorbidades, deficiências permanentes ou sejam profissionais em atividade de sete categorias (saúde, educação, limpeza pública, policiais civis e militares, bombeiros, agentes penitenciários e guardas municipais) serão vacinados contra a covid-19 de 26 de abril a 29 de maio nos municípios do Rio de Janeiro e de Niterói, Maricá e Itaguaí, na Região Metropolitana.

    Os prefeitos desses quatro municípios anunciaram nesta quinta-feira, 1º, um calendário de vacinação unificado contra a covid-19 para esses grupos e faixa etária. Eles consideram que até 26 de abril todos os idosos com 60 anos ou mais moradores desses municípios já estarão vacinados, então será possível atender outros grupos.

    Essa segunda etapa também será escalonada por idade, reservando dois dias para cada e pulando os domingos - nos dias 26 e 27 de abril, por exemplo, todos os portadores de deficiências ou comorbidades e profissionais das sete categorias elencadas que tiverem 59 anos poderão se vacinar. Nos dias 28 e 29 será a vez das pessoas com 58 anos, e assim por diante, até 28 e 29 de maio, quando será atendido esse público que tenha 45 anos.

    "Já que não há vacina para todos, devem valer critérios técnicos e científicos. O que importa é o compromisso desses quatro municípios de assegurarem critérios de acordo com o grau de periculosidade da doença para a população", disse o prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM).

    Os trabalhadores das áreas incluídas no novo calendário deverão, obrigatoriamente, estar na ativa em suas funções e apresentar comprovante da atividade na profissão, como o contracheque, na hora da vacinação.

    As comorbidades consideradas para a vacinação são aquelas incluídas na lista do Programa Nacional de Imunizações (PNI): diabetes mellitus, hipertensão arterial grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave. O portador dessas comorbidades deverá apresentar atestado médico confirmando a condição de saúde.

    "Os municípios precisam trabalhar juntos, de forma integrada, e também com o governo do Estado. Dias atrás procuramos o prefeito Eduardo para integrar as ações de Niterói com as do Rio. A gente sabia que precisava tomar medidas para proteger nossa cidade, e não adiantava fazer isso se não tivéssemos essa forma integrada", afirmou o prefeito de Niterói, Axel Grael (PDT).

    "Vimos a importância de unificar a vacinação para evitar a migração de pacientes de um município para outro", disse o prefeito de Itaguaí, Rubem Vieira (Podemos). O prefeito de Maricá, Fabiano Horta (PT), reforçou a mensagem: "Quero ressaltar o apelo para que outras prefeituras busquem uma adequação e a sinergia desse calendário. Isso nos ajuda a vencer esse momento mais crítico da pandemia".

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "Rio e municípios vizinhos vacinarão doentes e profissionais de 7 categorias"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.