Cotidiano

Queiroga defende fim do uso de máscaras contra a Covid-19

Segundo o ministro, a proposta será desobrigar o uso de máscaras de forma gradual

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Queiroga defende fim do uso de máscaras contra a Covid-19
fonte: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Queiroga defende fim do uso de máscaras contra a Covid-19

Marcelo Queiroga, ministro de Saúde, alegou que uma equipe técnica da pasta está estudando a desobrigação do uso de máscaras contra o novo coronavírus. O ministro fez a afirmação na noite desta quarta-feira (6). 

continua após publicidade

“A ideia é fazer isso de forma gradual, né? Ao ar livre, né? E, por exemplo, num estádio de futebol, num evento, né? Então, tem que ver o número de público, enfim, essas questões estão sendo tratadas pela área técnica e, logo que tenhamos uma posição, nós vamos informar a população brasileira”, disse Queiroga aos jornalistas.

Fim das máscaras

continua após publicidade

No mês passado, durante uma inauguração de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) de Brasília, Queiroga sugeriu a possibilidade de retirar o uso obrigatório de máscaras até o fim de 2021

Segundo Queiroga, até o período em questão todos os brasileiros estarão imunizados contra a Covid-19. "Garanto a vocês, em nome do presidente Bolsonaro, que até o final do ano toda a população brasileira estará vacinada contra a Covid-19", afirmou o chefe da Saúde. 

"Poremos fim ao caráter pandêmico dessa doença, para tirar de uma vez por todas essas máscaras, e desmascarar aqueles que mesmo que nunca tenham usado máscaras precisam ser desmascarados, para que as políticas públicas possam ser de todos os brasileiros."