Cotidiano

Prefeitura prevê uma semana para reabrir região da 25 de Março após incêndio

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

A Prefeitura de São Paulo vai precisar de pelo menos uma semana de investigação no prédio que pegou fogo na região da Rua 25 de Março no último domingo, 10, para definir os prazos de liberação das ruas e das lojas que permanecem fechadas. A previsão foi feita por Marcos Monteiro, secretário de Infraestrutura Urbana e Obras de São Paulo, em entrevista à Radio Eldorado nesta sexta-feira, 15.

continua após publicidade

Cerca de 300 lojas permanecem fechadas, de acordo com a União dos Lojistas da Rua 25 de Março e Adjacências (Univinco). A Rua Comendador Abdo Schahim, onde se localiza o prédio de dez andares que foi destruído pelo fogo, está totalmente interditada. Ela é uma via paralela à Rua 25 de Março. Por isso, várias lojas de um dos principais centros de comércio popular do País estão fechadas por causa do risco de desabamento do prédio da rua de trás. Além disso, existem cinco pontos de interdição para veículos.

O início da demolição está confirmado para este sábado. "As equipes (de demolição) entram no sábado e na semana que vem vamos conseguir dar previsão sobre a liberação de prazos e das ruas", afirmou o secretário.

continua após publicidade

As vistorias feitas por drones permitem que as equipes entrem no prédio - a previsão inicial apontava o uso de guindastes. De acordo com o secretário, não há risco de "ruína sem aviso". "Desde que existam condições de temperatura adequada e a qualidade do ar, existe a possibilidade de adentrarmos o edifício e começarmos a fazer os primeiros serviços de escoramento e limpeza. Vamos iniciar os serviços de demolição pela parte superior", explica.

O fogo que atingiu ao menos quatro prédios na região da Rua 25 de Março foi extinto na tarde desta quarta, 14, após mais de 60 horas de trabalhos.