Cotidiano

Prefeito de SP diz estar aberto a dialogar com blocos para desfiles de carnaval em abril

Da Redação ·

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), declarou na manhã desta terça-feira, 5, estar aberto ao diálogo com os blocos de rua para a realização de desfiles na rua no feriado prolongado de Tiradentes, quando ocorrerão os desfiles das escolas de samba. Ele afirmou que os eventos podem ocorrer desde que as agremiações se responsabilizem por toda a estrutura, segurança e controle de acesso, além de obterem autorização da Polícia Militar e demais órgãos que regulam eventos de rua.

continua após publicidade

"Estamos abertos a dialogar, contribuir. a gente pode tentar fazer algo razoável com o tamanho de estrutura que a gente possa eventualmente oferecer e eles conseguirem. A gente precisa fazer isso junto, não dá pra fazer separado", afirmou.

Nunes justificou que o Município não teria tempo hábil para organizar um evento do porte dos anos anteriores à pandemia, o que requer meses de antecedência e costuma contar com patrocínio (que seria de R$ 23 milhões neste ano, antes do cancelamento). "É uma estrutura muito grande. Se não tiver médico, ambulância, segurança, vão ter acidentes."

continua após publicidade

Na segunda-feira, 4, grupos ligados a blocos de rua divulgaram um manifesto pela liberação dos desfiles no feriado prolongado de Tiradentes. "Para defender a vida nós ficamos em casa o tanto quanto foi possível nos últimos dois anos. Não colocamos o bloco na rua e cumprimos nossa responsabilidade coletiva. Nos dias atuais, o cenário sanitário parece promissor e estável. Festivais, campeonatos esportivos, eventos religiosos e de negócios estão acontecendo normalmente. O sambódromo já está com a festa marcada e não há justificativa para proibir carnaval de rua livre, diverso e democrático, nesse abril de 2022", destaca o manifesto.

Segundo Nunes, o secretário municipal das Subprefeituras, Alexandre Modonezi, irá se reunir com representantes das agremiações nos próximos dias. "É um tema tão complexo. Precisa sentar na mesa, discutir, compartilhar responsabilidade", comentou. "Todo o direito de expressão cultural vai ser garantido."

"Se tiverem uma condição de manter com gradil, segurança, médico ambulância, plano de emergência, de rota de fuga, não vai ter nenhuma objeção", ressaltou. "É preciso que nós juntos tenhamos responsabilidade com a vida das pessoas."

continua após publicidade

Eventos privados de carnaval ocorrerão no Vale do Anhangabaú e no entorno do Ibirapuera

Eventos privados com grandes blocos estão sendo anunciados para a data. Para o feriadão, o Acadêmicos do Baixo Augusta e a produtora Pipoca ligada a blocos com artistas de destaque nacional, como Monobloco, Elba Ramalho e Orquestra Voadora anunciaram a realização de eventos de carnaval ao ar livre no Vale do Anhangabaú e no entorno do Parque do Ibirapuera. As apresentações serão gratuitas, porém com retirada de ingressos pela internet e exigência de comprovante de vacinação contra a covid-19.

O Festival do Baixo Augusta ocorrerá no Vale do Anhangabaú em 24 de abril, domingo, das 14 às 20 horas. As apresentações serão lideradas pelo músico Simoninha, um dos fundadores da agremiação, com a participação da bateria da escola de samba Va-Vai e dos blocos Forrozin (da cantora Mariana Aydar) e Lua Vai, dentre outros. Além disso, artistas ligados à agremiação, como Marcelo Rubens Paiva e Alessandra Negrini, também estarão presentes.

continua após publicidade

As apresentações serão realizadas em palcos fixos dentro do vale. Na divulgação, o bloco tem destacado que se trata de um evento privado, porém gratuito. Haverá venda de bebida e banheiros disponibilizada pela organização.

O evento tem patrocínio de uma marca de cerveja e é feito em parceria com o consórcio responsável pela gestão do Vale do Anhangabaú. A obtenção das entradas será viabilizada mediante cadastro no site do evento (festivaldobaixoaugusta.com), que exige o envio do comprovante de vacinação. O número total de ingressos disponibilizados não foi divulgado até o momento.

Já o Carnaval Viva a Rua! ocorrerá nos dias 23 e 24 de abril, das 11 às 18 horas, no entorno do Parque do Ibirapuera, na Avenida Pedro Álvares Cabral, que já costuma receber as apresentações dos blocos ligados à Pipoca no carnaval de rua. Estão confirmados os blocos Monobloco, Orquestra Voadora e o Frevo Mulher, da cantora Elba Ramalho, que receberá os cantores Chico César e Geraldo Azevedo. Atrações surpresas também são previstas.

Segundo a organização, a pandemia da covid-19 será lembrada com a leitura de trechos de histórias de vítimas da doença, por meio de uma parceria com o Inumeráveis Memorial. Além disso, a apresentação do passaporte da vacina será cobrada. Haverá venda de bebidas no local. Os ingressos gratuitos serão disponibilizados na plataforma Sympla.