Cotidiano

Por ser homossexual, adolescente sofre agressões do pai

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Por ser homossexual, adolescente sofre agressões do pai
fonte: Reprodução/TV
Por ser homossexual, adolescente sofre agressões do pai

Por meio de uma carta um adolescente de 14 anos pediu ajuda aos vizinhos, no município de Jataí, em Goiás. O jovem alegou na mensagem que estava sendo agredido pelo pai, então, os moradores decidiram ajudar o garoto e gravaram o momento da violência. Um áudio foi encaminhado à Polícia Civil (PC).

continua após publicidade

“Já sentiu a sensação de que você não presta para ninguém? Estou sentindo isso. Está doendo muito aqui dentro. Me ajuda, por favor. Não aguento mais. Estou no maior desespero da minha vida”, diz a carta da vítima.

No áudio enviado à polícia, o suspeito ameaça o adolescente e, em seguida, é possível ouvir os barulhos das agressões.

continua após publicidade

“Eu estou cansado de te falar. Eu já não falei para você mudar? Você tem que mudar, você sabe por quê? Porque se você não mudar, eu te mato, eu te arrebento”, diz o homem na gravação.

Diante dos fatos, uma equipe da PC foi até a residência da família e abordou o suspeito na quarta-feira (5). Os agentes notaram que haviam hematomas e escoriações pelo corpo do adolescente. 

O pai da vítima disse aos policiais que havia conversado com o filho, porém, o pegou acessando vídeos para maiores de 18 anos pelo aparelho celular e "não controlou a raiva". 

continua após publicidade

De acordo com testemunhas, sempre é possível ouvir os gritos do garoto, pedindo ajuda. “A gente escutava ele gritando. Pedindo socorro. Para a gente que é mãe é difícil ver uma situação dessa”, disse uma moradora que preferiu não se identificar. 

A mãe do adolescente prestou depoimento e alegou que sabia das agressões. Conforme ela, a violência contra o filho acontece porque o menino "tem tendência à homossexualidade". 

O agressor, que não tinha passagens pela polícia, assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por lesão corporal e foi liberado. 

Com informações; G1.