Cotidiano

PGR investigará Monark e Kim Kataguiri por comentários

Podcaster disse durante programa que deveria haver um "partido nazista reconhecido pela lei"

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia PGR investigará Monark e Kim Kataguiri por comentários
fonte: Divulgação

O procurador-geral da República, Augusto Aras, determinou a apuração das declarações dadas no Flow Podcast pelo apresentador Bruno Aiub, conhecido como Monark, de que deveria haver um "partido nazista reconhecido pela lei", além da frase "se um cara quisesse ser antijudeu, eu acho que ele tinha o direito de ser".

continua após publicidade

O deputado federal Kim Kataguiri (Podemos-SP) também será alvo da apuração da PGR.

Ele disse no programa que foi ao ar na segunda-feira (7), em resposta a um questionamento da outra participante dessa edição do podcast, a deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP), que a Alemanha errou ao criminalizar o nazismo.

continua após publicidade

O coletivo Judeus e Judias pela Democracia São Paulo havia entrado na tarde desta terça (8) com um pedido para que a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), o Ministério Público Estadual de São Paulo (MPSP) e a Procuradoria-Geral da República investigassem se houve crimes de apologia ao nazismo, incitação à violência, injúria racial e intolerância religiosa.

Com informações, BBC.

Tags relacionadas: #investigação #monark