Cotidiano

Pfizer e Moderna testam eficácia dos imunizantes contra mutação da Covid-19

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Pfizer e Moderna testam eficácia dos imunizantes contra mutação da Covid-19
fonte: Reprodução
Pfizer e Moderna testam eficácia dos imunizantes contra mutação da Covid-19

As farmacêuticas Pfizer e Moderna estão realizando testes com suas vacinas contra a Covid-19. O intuito do exame é descobrir se os imunizantes são eficazes contra a nova mutação da doença, que foi recentemente descoberta no Reino Unido e em outros países. 

continua após publicidade

"Com base nos dados até o momento, esperamos que a imunidade induzida pela vacina Moderna seja protetora contra as variantes descritas recentemente no Reino Unido", relata a Moderna em um comunicado.

"Realizaremos testes adicionais nas próximas semanas para confirmar essa expectativa."

continua após publicidade

Segundo a Pfizer, o atual momento é para "gerar dados" sobra como as amostras de sangue de pessoas imunizadas com a vacina "podem ser capazes de neutralizar a nova cepa do Reino Unido".

A Pfizer e a Moderna desenvolveram as duas únicas vacinas contra o coronavírus que foram autorizadas pela Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos. 

O coronavírus já havia sofrido mutações anteriormente e as duas empresas afirmam que descobriram que seus imunizantes funcionam contra outras variações da doença. 

continua após publicidade

De acordo com os cientistas que estão examinando o genoma da variante do Reino Unido, há um temor de que as mutações da nova cepa possa diminuir um pouco a eficácia da vacina. 

“Você poderia imaginar algum sucesso modesto na eficácia da vacina, o que não seria bom, mas não acho que iria 'quebrar' a vacina”, disse Trevor Bedford, professor associado da divisão de vacinas e doenças infecciosas do Centro de Pesquisa Fred Hutchinson.

Com informações; CNN.