Cotidiano

PF e Anvisa apuram suposta venda de vacina contra a Covid-19 em camelô

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia PF e Anvisa apuram suposta venda de vacina contra a Covid-19 em camelô
fonte: Reprodução
PF e Anvisa apuram suposta venda de vacina contra a Covid-19 em camelô

Nesses último dias uma série de postagens repercutiram nas redes sociais, onde relatavam uma suposta venda de uma vacina contra o novo coronavírus, em um camelô localizado em Madureira, Zona Norte do Rio de Janeiro.

continua após publicidade

Através dessas postagens, a Polícia Federal e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) iniciaram investigações para apurar o caso.

Conforme as publicações, o produto estaria sendo vendido pelo valor de R$ 50. Ainda, R$ 10 adicionais estariam sendo cobrados para uma aplicação da vacina.

continua após publicidade

Nas redes sociais, está circulando uma foto de uma embalagem de uma vacina produzida Instituto de Produtos Biológicos de Pequim, parte do Grupo Nacional Biotec da China (CNBG, na sigla em inglês), do Grupo Nacional Farmacêutico chinês (Sinopharm).

PF e Anvisa apuram suposta venda de vacina contra a Covid-19 em camelô fonte: Reprodução

Com informações de Extra.