Cotidiano

Petrobras aumenta preço da gasolina em 5% e diesel em 4% a partir de terça-feira

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Petrobras aumenta preço da gasolina em 5% e diesel em 4% a partir de terça-feira
fonte: Reprodução/ Estadão
Petrobras aumenta preço da gasolina em 5% e diesel em 4% a partir de terça-feira

Nesta segunda-feira (28), a Petrobras informou que aumentará o preço médio da gasolina e do diesel em suas refinarias em 5% e 4% respectivamente. A mudança, que começa a partir de terça-feira (29), foi tomada devido à alta do petróleo nas últimas semanas e a recente desvalorização do real perante o dólar.

continua após publicidade

No dia 15 de dezembro, em meio a outra alta de preços de combustíveis , a Petrobras já havia aumentado o preço da gasolina e do diesel, em 3% e 4%, respectivamente. 

Com o reajuste de 4%, o preço médio do diesel , combustível mais vendido do Brasil, será de R$ 2,02 por litro. Em 2020, no total, a redução do valor é de 13,2%, de acordo com a Petrobras.

continua após publicidade

Quanto ao preço da gasolina para as distribuidoras, a redução em 2020 é menor, de 4,1%. Para esses, o valor médio da gasolina será de R$ 1,84.

Mesmo com as cotações dos combustíveis da Petrobras em alta na terça-feira, os especialistas indicam que a diferença perante a paridade de importação deve seguir presente. 

Por Brasil Econômico | 28/12/2020 16:29

continua após publicidade

Alexandre Cassiano/Agência O GloboSede Petrobras

Nesta segunda-feira (28), a Petrobras informou que aumentará o preço médio da gasolina e do diesel em suas refinarias em 5% e 4% respectivamente. A mudança, que começa a partir de terça-feira (29), foi tomada devido à alta do petróleo nas últimas semanas e a recente desvalorização do real perante o dólar.

No dia 15 de dezembro, em meio a outra alta de preços de combustíveis , a Petrobras já havia aumentado o preço da gasolina e do diesel, em 3% e 4%, respectivamente. 

continua após publicidade

Com o reajuste de 4%, o preço médio do diesel , combustível mais vendido do Brasil, será de R$ 2,02 por litro. Em 2020, no total, a redução do valor é de 13,2%, de acordo com a Petrobras.

Quanto ao preço da gasolina para as distribuidoras, a redução em 2020 é menor, de 4,1%. Para esses, o valor médio da gasolina será de R$ 1,84.

continua após publicidade

Mesmo com as cotações dos combustíveis da Petrobras em alta na terça-feira, os especialistas indicam que a diferença perante a paridade de importação deve seguir presente. 

Continua após a publicidade

"Faz cerca de três semanas que a Petrobras trabalha com defasagem de mais de 10 centavos em relação ao mercado internacional e segue bem próxima a esse nível mesmo com o ajuste de hoje", afirmou o chefe da área de óleo e gás da consultoria INTL FCStone, Thadeu Silva, em entrevista à Reuters.

continua após publicidade

"O ajuste atual foi menos da metade do necessário para termos paridade de importação", acrescentou ele, evidenciando atrasos nos repasses da alta do petróleo para os preços dos combustíveis da Petrobras.

O presidente da Associação Brasileira de Importadores de Combustíveis (Abicom), Sérgio Araújo, também comentou sobre a diferença entre os preços da Petrobras e a alta do mercado externo e destacou que "as importações por agentes privados continuam inviabilizadas".

A estatal afirma que a precificação segue a paridade de importação, influenciada por fatores como o câmbio e as cotações internacionais do petróleo.

O repasse desses reajustes nas refinarias para os consumidores finais nos postos não é certo, pois depende de várias questões, como, por exemplo, a margem da distribuição e revenda, impostos e adição obrigatória de etanol anidro e biodiesel.

Por, economia.ig