Pesquisadores da Unifesp podem ter descoberto cura da AIDS - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

    Cotidiano

    Pesquisadores da Unifesp podem ter descoberto cura da AIDS

    Foto por Wikipedia
    Escrito por Da redação
    Publicado em Editado em
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

    Pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) podem ter descoberto a cura da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS).

    Um estudo iniciado em 2013, realizado pela instituição e coordenado pelo infectologista Ricardo Sobhie Diaz, que é uma das referências mundiais sobre o tema, foi feito em escala global a fim de testar um novo tratamento em pessoas contaminadas pelo HIV.

    Com ele, os pesquisadores conseguiram eliminar o vírus de uma pessoa que convivia há sete anos com a doença. 

    A pesquisa foi feita com 30 voluntários que tinham carga viral indetectável de HIV. Todos os pacientes estavam em tratamento há mais de dois anos.

    A equipe da Unifesp usou um misto de medicamentos, substâncias que matam o vírus da AIDS e uma vacina produzida com o DNA de cada pessoa que faz com que o sistema imunológico reaja e encontre as células infectadas. São quatro drogas administrados pelos pesquisadores, além da vacina. 

    “A gente intensificou o tratamento. Usamos três substâncias no estudo, além de criar uma vacina”, disse o pesquisador em entrevista à rede de televisão CNN Brasil.

    Atualmente paralisado devido à pandemia do coronavírus, o estudo deve contar ainda com mais uma fase, que incluirá o dobro de pessoas. 

    Com informações do O Tempo

    Gostou desta matéria? Compartilhe!
    TNTV
    TNTV

    Como reestruturar e garantir a sobrevivência do meu negócio?

    Deixe seu comentário sobre: "Pesquisadores da Unifesp podem ter descoberto cura da AIDS"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.