Cotidiano

Paulo Cupertino viveu 8 meses com identidade falsa em cidade de MS

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Paulo Cupertino viveu 8 meses com identidade falsa em cidade de MS
fonte: Polícia Civil/Divulgação
Paulo Cupertino viveu 8 meses com identidade falsa em cidade de MS

Paulo Cupertino Matias de 49 anos, responsável pela morte do ator Rafael Miguel e dos pais dele, vivia com identidade falsa no Mato Grosso do Sul. 

continua após publicidade

Paulo usava barba e máscara para evitar ser reconhecido em Eldorado, cidade que morou depois de assassinar Rafael Miguel e sua família. O criminoso permaneceu na cidade durante 8 meses e usava o nome falso, Manoel Machado da Silva. Além de usar máscara para se esconder da polícia, o criminoso usava documentos falsos. 

Paulo foi denunciado por moradores da cidade após ser reconhecido e identificado como o responsável pelo triplo assassinato. Paulo assassinou o ator e seus pais porque não aceitava o relacionamento de sua filha com Rafael Miguel, ator conhecido por integrar o elenco de Chiquititas. 

continua após publicidade

Após ser denunciado, Paulo conseguiu fugir em uma aeronave com a ajuda de seu patrão, que também é piloto e foi identificado como  Alfonso Helfenstein. Ambos são considerados foragidos da Justiça.

A investigação aponta que, antes da estadia em Eldorado, o assassino conseguiu a emissão de uma falsa Certidão de Pessoa Física (CPF) ao apresentar outros documentos falsos na Receita Federal de Ponta Porã (MS).

Ele também esteve no Paraná e tirou uma identidade falsa, o que teria garantido a ele movimentação em contas bancárias. Desde então, vinha usando o nome falso de Manoel Machado de Silva, de 49 anos, declarando que residia em Rio Brilhante, município distante a 161 km de Campo Grande.

continua após publicidade


Com informações: G1.Globo.