Cotidiano

Passageira tetraplégica é esquecida dentro de avião

Mulher havia reservado serviço para que uma equipe do aeroporto Gatwick a ajudasse a sair com cadeira de rodas

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Victoria disse que, no primeiro momento, foi informada de que teria de esperar no avião por 50 minutos
fonte: Reprodução/Twitter Sonia Sodha
Victoria disse que, no primeiro momento, foi informada de que teria de esperar no avião por 50 minutos

Residente de Londres, na Inglaterra, Victoria Brignell, que é tretraplégica, passou recentemente por uma situação desagradável ao ficar mais de uma hora e meia sozinha dentro de um avião. O aeroporto de Gatwick, diante da grande repercussão, enviou um pedido de desculpas.

continua após publicidade

Victoria disse que, no primeiro momento, foi informada de que teria de esperar no avião por 50 minutos para que uma equipe viesse ajudá-la a desembarcar.

No entanto, ninguém apareceu e ela teve de esperar por mais tempo. “Pouco após o pouso, a equipe da companhia aérea da BA veio até mim e disse que sentia muito, mas as pessoas que deveriam me ajudar a sair do avião não estariam lá por 50 minutos. O tempo passou e me disseram que seria mais meia hora em cima disso. No final, eu esperei uma hora e 35 minuto”, relatou.

continua após publicidade

Victoria frisou que contratou o serviço de auxílio ao deficiente com três meses de antecedência e relembrou a companhia aérea duas semanas antes de viajar.

Por conta da espera dentro do avião, Victoria não pôde usar o banheiro.

“Não posso usar meus braços ou pernas. Para sair de um avião, preciso de duas pessoas para me levantar do assento em uma cadeira de corredor, que é uma cadeira de rodas estreita especialmente projetada para me empurrar ao longo do corredor do avião, e me colocar na minha cadeira de rodas do lado de fora”, explicou.

continua após publicidade

Depois de todo transtorno, um porta-voz do aeroporto de Gatwick afirmou que o tratamento recebido por Victoria foi “inaceitável e gostaria de oferecer nossas sinceras desculpas”.

Com informações do Isto É e O Globo.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News