Cotidiano

Para a Opas, é 'muito cedo' para avaliar gravidade de sintomas da Ômicron

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Gerente de Incidentes para covid-19 da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), Sylvain Aldighieri afirmou nesta quarta-feira, 8, que "ainda é muito cedo" para comparar a gravidade dos sintomas provocados por infecções pela variante Ômicron com outras cepas do coronavírus. Dados preliminares apontam que a nova variante provoca quadros menos severos da doença.

continua após publicidade

Durante coletiva de imprensa nesta quarta-feira, o especialista disse que ainda é necessário que informações mais conclusivas estejam disponíveis para avaliar os efeitos da Ômicron em pacientes.

Diretor-assistente da Opas, Jarbas Barbosa ressaltou que a cepa Delta ainda é a predominante na região das Américas.

continua após publicidade

Por isso, de acordo com ele, o foco dos países da região deve continuar sendo ampliar a vacinação com os imunizantes disponíveis, já que eles são comprovadamente eficazes contra a Delta.