Cotidiano

Padre tem relações com noivo e celebra casamento

Em uma gravação, a mulher confronta o padre e o marido sobre o caso que eles tiveram enquanto ela e o companheiro ainda eram noivos. Ouça:

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia Padre tem relações com noivo e celebra casamento
fonte: Reprodução

Um padre, de 51 anos, pároco da Igreja Matriz Nossa Senhora de Candelária, em Natal, no Rio Grande do Norte, foi afastado das funções, nesta sexta-feira (3), depois de ter admitido que fez sexo com o noivo de um casamento celebrado por ele. A história veio à tona depois que um áudio da esposa do homem vazou.

continua após publicidade

Na gravação, de pouco mais de 10 minutos, a mulher confronta o padre e o marido sobre o caso que eles tiveram enquanto ela e o companheiro ainda eram noivos. O romance teria acontecido entre 2010 e 2012.

A mulher afirma que o pároco e o marido mantiveram relações sexuais e, mesmo assim, o padre celebrou o casamento dos dois.

continua após publicidade

O sacerdote então admite e diz que o sexo aconteceu mais de uma vez.

“Foi uma fraqueza. Nós nos confessamos, pedimos perdão e prometemos que não teria mais. Não foi uma vez só, acho que umas duas ou três […] foi uma grande fraqueza, depois nos confessamos e ficamos amigos”, disse.

O caso fez a arquidiocese de Natal emitir uma nota, nesta sexta, informando que o arcebispo da cidade, Dom Jaime Vieira Rocha, “determinou o afastamento do referido sacerdote de todas as suas funções ministeriais exercidas na Arquidiocese de Natal, a fim de que possam ser apurados os fatos e tomadas as devidas providências”.

continua após publicidade

A Arquiocese de Natal também determinou que “fosse aberta uma investigação prévia, conforme prescreve o Direito Canônico, para que sejam averiguadas as possíveis responsabilidades”.

“Rogamos ao Bom Deus que tudo seja esclarecido e, para o bem do povo de Deus, possa reinar a paz nos corações”, diz a nota.

Ouça a conversa:

  null - Áudio por: Reprodução   

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News