Cotidiano

Paciente acorda no dia em que teria aparelhos desligados

Uma mulher que estava com Covid-19 acordou no dia em que os médicos desligariam seu respirador. Aliás, a família, que estava desesperada, já havia planejado um funeral para a mulher

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Paciente acorda no dia em que teria aparelhos desligados
fonte: Reprodução
Paciente acorda no dia em que teria aparelhos desligados

Uma norte-americana acordou no dia em que teria seus aparelhos desligados pela equipe médica. Bettina Lerman precisou ser internada após contrair Covid-19 e, por conta de seu quadro ser grave, ela ficou em coma e precisou do auxílio de um respirador. 

continua após publicidade

Desacreditados, os profissionais de saúde conversaram com a família e informaram que Bettina não respondia aos tratamentos. Então, a difícil decisão de retirar o suporte vital foi tomada. 

O filho da paciente, Andrew Lerman, concedeu uma entrevista à CNN e disse que a família já havia feito os preparativos para o funeral de Bettina. Eles escolheram um caixão e lápide. 

continua após publicidade

No dia em que planejaram retirá-la do suporte de vida, Lerman disse, ele recebeu um telefonema de um de seus médicos no Maine Medical Center, em Portland, Estados Unidos. 

“Ele disse ‘bem, preciso que você venha aqui imediatamente’. Eu disse, ‘Ok, o que foi?'”, Disse Lerman. “Ele disse: ‘Bem, está tudo bem. Sua mãe acordou.'” Lerman disse que deixou cair o telefone quando recebeu a notícia.

Lerman disse que sua mãe, que fará 70 anos em fevereiro, teve vários problemas de saúde, incluindo diabetes, e teve um ataque cardíaco e uma cirurgia quádrupla de ponte de safena alguns anos atrás.

continua após publicidade

Lerman disse que sua mãe não sofreu falência de órgãos e ninguém realmente entende como ela está bem.

“Minha mãe é muito religiosa e também muitos de seus amigos, a igreja e tudo mais, e todos eles têm orado por ela”, disse ela. “Então eles não podem explicar do ponto de vista médico. Talvez seja do ponto de vista religioso. Não sou tão religioso, mas estou começando a acreditar que há algo que a ajudou.”

Com informações; CNN.