Cotidiano

ONU critica Bolsonaro por promover armamento com crianças

ONGs e entidades em defesa dos direitos humanos denunciaram o presidente à organização no sábado (2).

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia ONU critica Bolsonaro por promover armamento com crianças
fonte: TV Globo
ONU critica Bolsonaro por promover armamento com crianças

O Comitê da Organização Nacional das Nações Unidas teceu críticas ao presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira (5), após o mandatário ter usado uma criança para promover o armamentistmo durante uma cerimônia de sanção do projeto de obras do metrô de Belo Horizonte (MG) e do lançamento da pedra fundamental do Centro Nacional de Vacinas. 

continua após publicidade

No comunicado divulgado nesta terça-feira, o  Comitê da ONU dos Direitos da Criança desaprova o comportamento do líder brasileiro. “O comitê condena com veemência o uso de crianças pelo presidente Bolsonaro, vestidas com trajes militares e com o que parece ser uma arma de fogo, para promover sua agenda política, mais recentemente em 30 de setembro de 2021”, disse a organização.

De acordo com o comitê, a publicitação “perpetua ainda mais os danos a elas causados e corre o risco de contribuir para a falsa percepção de que o uso de crianças em hostilidades é aceitável”. Organizações não governamentais (ONGs) e entidades em defesa dos direitos humanos denunciaram o presidente à organização no sábado (2).

continua após publicidade

“O Brasil é um Estado parte tanto da Convenção sobre o Direito das Crianças quanto de seu Protocolo Opcional sobre o envolvimento de crianças em conflitos armados, e tem a obrigação de garantir que as crianças não participem de hostilidades ou de qualquer atividade relacionada a conflitos”, acrescenta a organização.

“A participação de crianças em hostilidades é explicitamente proibida pela Convenção sobre os Direitos da Criança (Artigo 38) e seu Protocolo Opcional sobre o envolvimento de crianças em conflitos armados (Artigos 1 e 4)”, sugere.

Com informações Metrópoles