Cotidiano

Ônibus de Conrado & Aleksandro já recebeu mais de 180 multas

O veículo da dupla sertaneja se envolveu em um acidente, neste sábado (07), que resultou na morte do cantor Aleksandro e mais cinco pessoas

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Ônibus de Conrado & Aleksandro já recebeu mais de 180 multas
fonte: Reprodução/Redes Sociais

Neste sábado (07), por volta das 10h30, o ônibus da dupla Conrado & Aleksandro se envolveu em um acidente, no Km 402 da pista sentido São Paulo, na altura de Miracatu. O tombamento do veículo causou a morte do cantor Aleksandro, de 34 anos, e de mais cinco pessoas.

continua após publicidade

Conforme matéria da Band Multi, o ônibus da dupla sertaneja já havia sido multado cerca de 182 vezes antes do ocorrido. Umas das causas mais recorrentes das multas era o excesso de velocidade.

Nas redes sociais e sites está em circulação um vídeo do suposto dia do acidente, onde é possível ver o ônibus em uma velocidade acima do limite permitido. No entanto, a assessoria de imprensa da dupla emitiu uma nota afirmando que os advogados da empresa alertaram que o vídeo não corresponde ao dia do acidente. Entretanto, eles voltaram atrás no posicionamento e disseram que o trecho do vídeo divulgado foi gravado sim no dia do acidente, porém em um local distante do qual o ônibus tombou.  “As imagens não condizem com o momento do acidente, não comprovam a velocidade do veículo no momento e, tão pouco, com o local da colisão”.

continua após publicidade

Conforme o g1, de acordo com o advogado Marco Valadares, que representa a dupla, o acidente teria acontecido por problemas nos pneus. “O que deu causa ao acidente foi a explosão do pneu”, diz ele, que nega a alta velocidade o ônibus.

O delegado que investiga o motivo da tragédia, por sua vez, disse que caso seja comprovado que o motorista estava dirigindo em alta velocidade, ele poderá responder por homicídio culposo. “Não tem a confirmação se o vídeo é do dia do acidente ou de outro dia. O autor do vídeo ainda não foi localizado para ser feita a oitiva com ele”, disse o delgado responsável pelo caso, Carlos Eduardo Vieira Ceroni.

Segundo Carlos, já foi instaurado um inquérito policial de homicídio culposo na direção de veículo automotor contra o motorista. “Se for comprovado que ele agiu com imprudência, imperícia, negligência ou alguma dessas situações, ele vai ser condenado por homicídio culposo”, afirmou Ceroni.

continua após publicidade


Fonte: Informações da Band Multi e g1.