Cotidiano

Nova York dará US$ 100 para quem se vacinar contra Covid

A quantia de dinheiro divulgada será entregue em uma espécie de cartão de débito pré-pago

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Nova York dará US$ 100 para quem se vacinar contra Covid
Nova York dará US$ 100 para quem se vacinar contra Covid

Bill de Blasio, prefeito de Nova York, anunciou, nesta quarta-feira (28/7), que dará um incentivo de US$ 100 (equivalente a R$ 517 na cotação atual) para aqueles que tomarem a primeira dose da vacina contra Covid-19 a partir desta sexta-feira (30).

continua após publicidade

De acordo com o portal Jovem Pan, a cidade de Nova York já tem, até o momento, 54,4% da população vacinada com uma dose da vacina. Se somente os adultos forem considerados, esse número sobe para 65,5%.

A quantia de dinheiro divulgada será entregue em uma espécie de cartão de débito pré-pago. Esta é apenas uma das inúmeras políticas de incentivo para vacinação no local, que já pode imunizar jovens acima de 12 anos.

continua após publicidade

A oferta foi anunciada enquanto os casos dos Estados Unidos aumentam, devido à variante Delta do novo coronavírus, que é mais contagiosa em relação às cepas anteriores e criou uma nova onda de contaminação entre as pessoas que ainda não estão imunizadas.

Uso de máscara

O Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) voltou a recomendar, nessa terça-feira (27), o uso de máscaras em locais fechados para pessoas que já estão imunizadas contra a Covid-19.

continua após publicidade

A determinação surge após o crescimento no país de casos relacionados à variante Delta do coronavírus, especialmente em estados onde a cobertura vacinal segue baixa. De acordo com as informações disponíveis, a variante Delta é mais contagiosa do que as versões anteriores do Sars-CoV-2 e, até mesmo, pessoas imunizadas apresentariam cargas virais altas quando infectadas, tornando-se vetores para a transmissão da Covid-19.

Segundo a agência de saúde norte-americana, pessoas imunizadas que moram em locais de alta transmissão devem manter o uso de máscaras em espaços fechados. O órgão também indica o uso contínuo do item de proteção individual em espaços públicos para pessoas vacinadas que convivem com pessoas vulneráveis, como crianças pequenas e imunossuprimidos.

Tags relacionadas: #Nova York #vacina