Cotidiano

No metrô, procurador orienta mulheres sobre projeto contra violência doméstica

Da Redação ·

O procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mario Luiz Sarrubbo, vai estar na passarela da estação Tatuapé do metrô neste sábado, 7, para divulgar o projeto Guardiã Maria da Penha, que atende mulheres vítimas de violência doméstica.

continua após publicidade

A ação faz parte de uma programação em comemoração ao Dia das Mães. Promotoras do núcleo de combate à violência de gênero do Ministério Público de Snao Paulo também participam na iniciativa.

As mulheres cadastradas no programa recebem visitas regulares de guardas-civis. O objetivo é garantir que o agressor cumpra as medidas protetivas determinadas pela Justiça. Elas vão desde o afastamento do agressor do lar ou locais de convivência da vítima até a proibição de aproximação e de contato.

continua após publicidade

"Esclarecer as mulheres sobre os seus direitos é fundamental para estimulá-las a denunciar seu agressor. A vítima tem medo de levar o caso às autoridades porque acha que, sem apoio efetivo, a medida protetiva pode significar só um pedaço de papel que não a protegerá. O Projeto Guardiã Maria da Penha rompe e esse ciclo", afirma o MP.

Nos últimos dois anos, o projeto soma 75.298 visitas a 6.877 mulheres atendidas em vinte municípios paulistas.