Cotidiano

NASA recruta religiosos para falar sobre vida extraterrestre

O objetivo da NASA era saber como um encontro dos humanos com alienígenas impactaria a relação com o divino

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia NASA recruta religiosos para falar sobre vida extraterrestre
fonte: iStock

A National Aeronautics and Space Administration (NASA), que é uma agência do Governo Federal dos Estados Unidos, consultou religiosos a fim de saber o que eles pensam, com base nas diferentes religiões que representam, sobre um eventual encontro dos humanos com alienígenas. 

continua após publicidade

De acordo com a NASA, o intuito é saber como isso poderia impactar na forma como os humanos se relacionam com o divino. 

Segundo as informações do jornal britânico The Times, a agência americana reuniu 24 especialistas para que eles pudessem prestar uma espécie de consultoria a respeito do tema. Padres católicos, pastores evangélicos, budistas, muçulmanos, hinduístas e representantes de religiões africanas fazem parte do grupo de religiosos.

continua após publicidade

Apesar do encontro, isto não significa exatamente que a agência tem conhecimento de vida fora da Terra. Ainda conforme a reportagem, o intuito da Nasa é - incialmente - incentivar discussões e estipular formas para que as religiões consigam preparar um "encontro de terceiro grau", fato que desafia a grande maioria das doutrinas de fé conhecidas atualmente.

O pesquisador da Universidade de Cambridge, Andrew Davidson, disse ao The Times que está preparando estudos sobre os principais tópicos da fé cristã, levando em conta os outros lugares do universo.

"Estou pensando nisso levando em consideração as doutrinas que falam sobre a criação, pecado, a pessoa e o trabalho de Jesus Cristo, redenção, revelação, escatologia e assim por diante", afirmou o doutor em bioquímica. Andrew é autor de um livro que aborda a relação da fé e da vida extraterreste, literatura que será lançada próximo ano.

continua após publicidade

Esta não foi a primeira vez que a Nasa buscou provocar reflexões sobre o tema. Em 2017, um estudo encabeçado pela agência e teólogos do Cento de Pesquisas Teológicas (CTI) revelou que boa parte das pessoas não possuem nenhuma religião específica, no entanto elas trazem consigo o senso de espiritualidade própria, deste modo estando mais propensas a acreditarem em vida fora do planeta.

Com informações do site "O Povo".