Cotidiano

Mulher tem sobrenome trocado por 'vagabunda' em cartão de crédito

Depois de receber o cartão, a vítima entrou na Justiça e pede uma indenização de R$ 50 mil pela situação vexatória

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
A mulher disse que se sentiu constrangida assim que abriu a correspondência
fonte: Arquivo pessoal
A mulher disse que se sentiu constrangida assim que abriu a correspondência

Uma mulher, de 29 anos, entrou na Justiça contra um banco depois de receber um cartão de crédito onde seu sobrenome havia sido trocado pelo xingamento "vagabunda". A vítima pede uma indenização de R$ 50 mil. 

continua após publicidade

De acordo com a proprietária do cartão, assim que recebeu a correspondência da C6 Bank, ela se sentiu constrangida. O caso ocorreu em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. 

Em uma entrevista ao site g1, o advogado da mulher, Ederson Lourenço, disse que a cliente o procurou logo após receber o cartão. 

continua após publicidade

"Ela me disse que estava em casa em uma confraternização com amigas e tinha deixado para abrir o envelope em que o cartão estava depois do serviço. Quando abriu o papel, leu 'vagabunda' no cartão, ela disse ter começado a dar risada, mas depois se deu conta do que tinha acontecido", detalha o advogado.

Lourenço detalhou que a cliente havia pedido o cartão de crédito e dois dias depois o objeto chegou. Até então, na correspondência, o nome da mulher estava correto, a surpresa maior foi quando abriu e viu o xingamento no cartão.

O advogado descreve o caso como "humilhante e vexatório".

continua após publicidade

Nota do banco

A empresa disse, por meio de uma nota, que acompanha o caso e que está à disposição dos clientes. 

"Em cumprimento ao disposto na Lei Complementar nº 105/2001, não podemos fornecer a terceiros informações de operações ativas e passivas de serviços bancários, sob pena de quebra de sigilo bancário. As informações somente podem ser fornecidas diretamente ao consumidor ou na forma autorizada na citada lei. Estamos à disposição dos clientes para esclarecer dúvidas, resolver qualquer problema e apurar todos os casos".

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News