Cotidiano

Mulher tem pulmão perfurado durante sessão de acupuntura

Jessica precisou passar por uma cirurgia de emergência e agora está utilizando um dreno

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Mulher tem pulmão perfurado durante sessão de acupuntura
fonte: Reprodução/Instagram
Mulher tem pulmão perfurado durante sessão de acupuntura

Uma mulher teve o pulmão perfurado em uma sessão de acupuntura na última segunda-feira (11), em Sorriso, Mato Grosso. Nesta prática, agulhas bem finas são aplicadas em pontos específicos do corpo para melhorar a imunidade, ajudar no tratamento de problemas emocionais e até mesmo dores, que foi o caso da empresária Jessica Aldrey Germiniani, de 26 anos.

continua após publicidade

Jessica se queixava de dores no pescoço e foi realizar uma sessão de acupuntura para tratar o problema, porém, acabou sofrendo algo pior: ela teve um pulmão perfurado durante o tratamento. 

A empresária disse a profissional que estava sentindo dores, mas a massoterapeuta alegou que isso era normal. "Eu senti muita dor na hora, mas ela falou que fazia parte do procedimento e me liberou para ir para casa. No mesmo momento comecei a sentir dor e falta de ar. Cheguei em casa tentei deitar, mas não conseguia e a falta de ar foi aumentando", relembra Jessica.

continua após publicidade

Horas depois de realizar a sessão, a mulher foi ao hospital, pois estava com falta de ar e com dor. Ela precisou ser submetida a um procedimento cirúrgico de emergência.

Segundo o laudo médico, Jessica sofreu um pneumotórax, que é a "presença de ar entre as duas camadas da pleura (membrana fina, transparente, de duas camadas que reveste os pulmões e o interior da parede torácica), resultando em colapso parcial ou total do pulmão". Entre os sintomas, estão dificuldade respiratória e dor torácica. A jovem deve utilizar um dreno até que o ar seja expelido do pulmão.

Jessica concedeu uma entrevista ao g1 e falou sobre o caso. "Fiquei apavorada quando o médico falou que eu precisava de uma cirurgia de emergência. Comecei chorar, entrei em choque. Tenho um filho de 5 anos, que hoje poderia estar sem mãe. O médico disse que ganhei uma nova vida", disse Jessica. 

Com informações; G1.