Cotidiano

Mulher leva susto ao acordar em UTI após 35 dias internada

Além de dela, a mãe e o marido também precisaram ser internados por conta da doença

Da Redação ·

Na última terça-feira (1), uma mulher de 33 anos comemorou sua recuperação da Covid-19 depois de ficar hospitalizada por 35 dias, sendo 17 deles entubada. Em uma entrevista ao G1, Camila de Fátima de Almeida relatou que ficou assustada ao acordar em um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular, já que não se lembrava do que havia acontecido. O caso ocorreu em Itapetininga, São Paulo. 

continua após publicidade

“Só lembro da hora que eu acordei, na UTI mesmo, eu olhei e falei ‘nossa’. Vi a televisão e pensei: 'o que eu estou fazendo nesse lugar?’. Vi meu braço todo roxo, achei que tinha sido acidente comigo”, relata Camila. 

A mulher precisou ir para o hospital no dia 28 de abril depois de apresentar sintomas graves do novo coronavírus. O marido de Camila também testou positivo para a doença e precisou ser internado, porém isso aconteceu antes de sua esposa ser hospitalizada. 

continua após publicidade

A mãe de Camila, Maria de Lurdes Moraes de Almeida, de 68 anos, também foi diagnosticada com o vírus e precisou de internação no período em que a filha estava entubada. 

“Fui passar no médico, estava tendo calafrios e tinha testado positivo. Fiquei internada no dia 5 de maio. Minha filha tinha sido internada no dia 28 de abril. E eu chorava quando estava internada. Ninguém queria falar nada pra que eu não ficasse nervosa, mas eu estava nervosa sem notícias”, relata a mãe.

Lurdes conta ainda que chorou quando teve alta e soube que não encontraria a filha. “Mas me falavam que ela iria reagir, que era pra eu me preparar para recebê-la. A gente tinha muita fé. Com certeza a fé que me deu forças”, completa.