Cotidiano

MP questiona eventos em 29 cidades após polêmica

Investigações estão em andamento em pelo menos seis estados brasileiros. Confira a lista:

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Os maiores cachês são de sertanejos, mas Wesley Safadão e Xand Avião representam o forró na lista.
fonte: Reprodução
Os maiores cachês são de sertanejos, mas Wesley Safadão e Xand Avião representam o forró na lista.

O Ministério Público questiona a realização de shows de 29 prefeituras em 6 estados do país após a polêmica que começou quando o sertanejo Zé Neto criticou Anitta e a Lei Rouanet, no dia 12 de maio. Os maiores cachês são de sertanejos, mas Wesley Safadão e Xand Avião representam o forró na lista.

continua após publicidade

Investigações estão em andamento em pelo menos seis estados brasileiros:

São Luiz (RR) - Vaquejada com Gusttavo Lima com cachê de R$ 800 mil e outros shows - O Ministério Público de Roraima investiga. 

continua após publicidade

Magé (RJ) - Aniversário da cidade com Gusttavo Lima com cachê de R$ 1 milhão e outros shows - O Ministério Público do Rio de Janeiro investiga. 

Teolândia (BA) - CANCELADO - Festa da Banana com Gusttavo Lima com cachê de R$ 700 mil e outros shows - A Justiça atendeu ao pedido do Ministério Público da Bahia e cancelou o evento. 

Mossoró (RN) - Festa Junina com Wesley Safadão com cachê de R$ 600 mil e Xand Avião com cachê de R$ 400 mil e outros shows- O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) entrou com uma ação civil pública para que a Justiça cancele os dois shows. 

continua após publicidade

Conceição do Mato Dentro (MG) - CANCELADO - Festa com Gusttavo Lima com cachê de 1,2 milhão e Bruno & Marrone com cachê de R$ 520 mil e outros shows - O Ministério Público de Minas Gerais estava apurando quando o prefeito cancelou os dois shows. 

Mato Grosso (MT) - 24 cidades: Gaúcha do Norte, Porto Alegre do Norte, Figueirópolis D’Oeste, Sorriso, Nortelândia, Salto do Céu, Alto Taquari, Novo São Joaquim, Nova Mutum, Sapezal, Canarana, Acorizal, Brasnorte, Água Boa, São José do Xingu, Vera, Barra do Garças, Juína, Querência, Bom Jesus do Araguaia, Santa Carmem, Matupá, Nova Canaã do Norte e Novo Horizonte do Norte - O Ministério Público de Mato Grosso abriu uma investigação sobre todos os shows destes municípios, sem especificar os artistas.

A lista inclui Sorriso, cidade onde Zé Neto detonou a polêmica com um discurso contra Anitta e Rouanet, ganhando cachê de R$ 400 mil.

Com informações do G1.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News