Cotidiano

Mourão: 'Brasil não concorda com a invasão à Ucrânia'

Mourão afirmou que Putin, presidente da Rússia, não respeita o apaziguamento

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Mourão: 'Brasil não concorda com a invasão à Ucrânia'
fonte: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Nesta quinta-feira (24), o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, falou sobre a invasão do Exército russo ao território ucraniano e afirmou que o Brasil não está de acordo com isso. 

continua após publicidade

“O Brasil não está neutro. O Brasil deixou muito claro que ele respeita a soberania da Ucrânia. Então, o Brasil não concorda com uma invasão do território ucraniano. Isso é uma realidade”, disse Mourão na chegada ao Palácio do Planalto. 

O vice-presidente, que é general da reserva, foi questionado por jornalistas sobre o ataque russo. “A gente tem que olhar sempre a história. A história ela ora se repete como farsa, ora se repete como tragédia. Nessa caso ela está se repetindo como tragédia”, respondeu Mourão. 

continua após publicidade

Segundo Mourão, a Rússia tem uma tradição de expansão desde o império, que passou para o período da União Soviética, e Putin segue este mesmo objetivo.

“O mundo ocidental está igual ficou em 38 com Hitler, na base do apaziguamento. O Putin, ele não respeita o apaziguamento. Essa é a verdade. Se não houver uma ação bem significativa...E na minha visão meras sanções econômicas, que é uma forma intermediária de intervenção, não funcionam”, completou Mourão.