Cotidiano

Menino tenta comprar presente de R$ 12 para mãe e viraliza

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Menino tenta comprar presente de R$ 12 para mãe e viraliza
fonte: Reprodução/Redes Sociais
Menino tenta comprar presente de R$ 12 para mãe e viraliza

Yago Muniz fez uma postagem nas redes sociais pedindo dicas para que ele e seus irmãos pudessem presentear a mãe. 

continua após publicidade

A atitude do menino Yago Muniz, de 11 anos, para conseguir presentear a mãe, Francyanne Arruda, no Dia das Mães, chamou atenção nas redes sociais neste fim de semana. É que o garoto fez uma postagem em uma página do Facebook perguntando se alguém tinha um presente de R$ 12 para vender

Segundo a postagem, feita no sábado (8), o menino informou que esse era o único dinheiro que ele e os seus outros dois irmãos, Renan de 16 anos, e Jonas de 10 anos, tinham para presentear a mãe no domingo (9).

continua após publicidade

Após a postagem, e os irmãos receberam diversos presentes de pessoas que se sensibilizaram com a situação da família de Bauru(SP).

Algumas pessoas comentaram dizendo que queriam ajudar Yago e seus irmãos e enviariam presentes para a sua casa. A mãe então ganhou lanches, chocolates, um porta-retrato, calçado e até mesmo itens de beleza.

Nos comentários, as pessoas o elogiavam pelo gesto e ofereciam presentes que podiam doar. Alguns foram enviados e outros entregues pessoalmente na casa da família.

continua após publicidade

O pai, Leandro Muniz, Yago e os irmãos Jonas e Renan, receberam os presentes sem que a mãe percebesse e depois fizeram uma surpresa para ela, que foi gravada em um vídeo no canal que a família tem no Youtube.

Yago é conhecido como “menino do abacate” nas redes sociais e grava vídeos caseiros com os seus irmãos onde eles fazem brincadeiras e mostram detalhes do cotidiano da família.

O menino passou a ser conhecido assim porque ajuda a família a vender abacate e jaca no bairro Mary Dota. As vendas ajudam na renda da família nesse momento da pandemia causada pela Covid-19, período em que eles vêm passando por dificuldades.

continua após publicidade

Francyanne é diarista e está afastada do trabalho, pois é hipertensa e faz parte do grupo de risco da Covid-19. O pai é servente de pedreiro e, no momento, a renda da família vem apenas do trabalho dele e do benefício Bolsa Família que recebem do Governo Federal.

Apesar de ajudar a família, segundo Francyanne, os estudos dos filhos são uma prioridade e Yago e os irmãos continuam frequentando a escola.

O menino está na 6ª série do ensino fundamental. Agora com as aulas online, ele e o irmão mais velho, Renan, buscam as tarefas dos três na escola para fazer em casa. A mãe diz ainda que os três filhos são muito estudiosos e que ela está sempre atenta para que eles se dediquem aos estudos.

Com informações: G1