Cotidiano

Médico é preso no Rio suspeito de manter paciente em cárcere privado

Roberta Jansen (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Uma semana depois da prisão de um anestesista acusado de estupro de vulnerável na Baixada Fluminense, um outro médico da região foi preso nesta segunda-feira, 18, por policiais da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. O cirurgião plástico equatoriano Bolívar Guerrero Silva é acusado de manter uma paciente em cárcere privado em um hospital particular.

continua após publicidade

Os agentes estiveram no Hospital Santa Branca para resgatar a mulher. Segundo denúncia feita pela família, ela estaria sendo mantida em cárcere privado há dois meses, desde que se submeteu a uma cirurgia plástica na barriga que teria dado errado. Os policiais cumpriram mandados de prisão preventiva, busca e apreensão e de condução coercitiva.

O médico também é sócio do hospital e prestou depoimento na tarde desta segunda. Outras testemunhas também estão sendo ouvidas. Segundo a polícia, o cirurgião já é investigado por outros casos similares. Procurado pela reportagem, o Hospital Santa Branca não quis se manifestar.