Cotidiano

Maranhão flexibiliza medidas sanitárias contra covid-19 até fim do mês

Da Redação ·

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), anunciou nesta terça-feira, 20, a flexibilização das medidas sanitárias no Estado contra a covid-19. De acordo com o anúncio, as medidas entram em vigor hoje e se estendem até 30 de julho.

continua após publicidade

As novas medidas sanitárias incluem o retorno às aulas na rede pública estadual, a partir do dia 2 de agosto, no sistema híbrido; reabertura de cinemas, teatros e igrejas; e autorização de eventos com até 200 pessoas em ambiente fechado e 400 pessoas em ambientes abertos e ventilados. Além disso, foram suspensas as medidas de restrição de horários nos comércios, indústrias, bares, restaurantes, supermercados, academias e shoppings.

Em entrevista coletiva, o governador fez uma ressalva sobre a volta às aulas que, segundo ele, se dará a partir de um processo progressivo e "de acordo com a realidade de cada escola". "Avaliamos que, com a segunda dose, mediante protocolo de retorno progressivo, teremos condições de retorno às aulas", afirmou o chefe do Executivo estadual. Já na rede municipal, o retorno deve ser decidido pelos prefeitos.

continua após publicidade

Dino comenta que as novas medidas são possíveis graças ao avanço da vacinação no País e queda no número de internações por covid-19. De acordo com dados da Secretaria da Saúde do Estado, atualmente, a ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que chegou a ficar em mais 90%, estabilizou em 65% esta semana; já os leitos clínicos reduziram a ocupação para 48%. A taxa de contágio no Maranhão também teve queda, ficando abaixo de 1%.

Na segunda-feira, 19, o Maranhão registrava 34.687 casos ativos da doença, sendo 567 casos em internações de enfermaria e 388 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Seguindo tendência da semana passada, nenhum óbito havia sido reportado nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, o Estado totaliza 331.085 contaminações e 9.445 óbitos por covid.