Cotidiano

Major da Polícia Militar é flagrado com 18 quilos de drogas no Acre

Moisés Araújo foi preso em junho de 2021 por agredir a mulher e a sogra, e também é investigado por abusar sexualmente de uma adolescente de 13 anos

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Araújo negou que tenha abusado da menina. Ele negou também que tenha batido na ex-mulher e na mãe dela
fonte: Reprodução
Araújo negou que tenha abusado da menina. Ele negou também que tenha batido na ex-mulher e na mãe dela

O major da reserva da Polícia Militar do Acre, Moisés Araújo, mais uma vez se envolveu com ações criminosas. Desta vez, o militar foi preso em flagrante pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) com cerca de 18 quilos de drogas na BR-364, no Bujari, interior do estado.

continua após publicidade

Araújo foi preso em junho do ano passado por agredir a ex-mulher e a sogra, no município de Brasileia, e também é investigado por abusar sexualmente de uma adolescente de 13 anos. Antes de se aposentar, o major foi comandante da 3ª companhia do 5º Batalhão da Polícia Militar em Assis Brasil, cidade que faz fronteira com o Peru.

Para a reportagem do g1, o comandante da Polícia Militar do Acre, o coronel Paulo Cesar Gomes, informou que a nova ocorrência envolvendo o militar também vai ser apurada pela Corregedoria e o major, que está na reserva, pode vir a perder cargo.

continua após publicidade

“Na realidade, ele alega que vinha de carona de Cruzeiro do Sul para Rio Branco, ele era o passageiro. Nós fomos acionados, o oficial de serviço foi até o local junto com a PRF, conduziu ele, foi feito flagrante e está preso aguardando a audiência de custódia. Ele está respondendo pelas outras situações e essa de ontem também vai responder e vai ser, possivelmente, submetido ao Conselho de Justificava. Possivelmente, deve ser encaminhado para ser excluído [do quadro da PM]. Com certeza nossa Corregedoria vai apurar”, disse o comandante.

Conforme a PRF-AC, uma equipe fazia ronda no quilômetro 160 da rodovia quando avistou um veículo parado com dois homens, o condutor e o passageiro. Ao fazer a abordagem, os policiais decidiram conduzir a dupla até a Unidade Operacional no km 115, para fazer uma busca no veículo.

Foi então que a polícia encontrou, em um compartimento escondido no carro, 11,12 quilos de pasta base e 6,86 quilos de cocaína. Os dois foram presos e levados para a Delegacia de Flagrantes da Polícia Civil de Rio Branco.

continua após publicidade


Denúncia de abuso e violência doméstica

A denúncia do abuso foi feita pela família da vítima, de apenas 13 anos, no início do mês de junho de 2021, no mesmo dia em que o major foi preso por violência doméstica. Os abusos teriam ocorrido quando a menina ia visitar a mãe, que convivia com o major, em Brasileia. A vítima contou o crime para parentes e, posteriormente, para a mãe.

continua após publicidade

A mulher compartilha a guarda com o pai da menina, que também mora no interior. A família contou na época que o último abuso ocorreu em maio de 2021, durante o aniversário da mãe dela que o major participou. Foi nesse dia que a vítima relatou, aos prantos, para uma tia o que acontecia.

O major já foi indiciado pela Polícia Civil por violência doméstica, ameaça e lesão corporal contra a ex-companheira e a mãe dela. Ele foi solto no dia 10 de junho após a Justiça conceder liberdade provisória com algumas restrições.

Ao g1 na época, o major Araújo negou que tenha abusado da menina. Ele negou também que tenha batido na ex-mulher e na mãe dela e diz que está sendo injustiçado.


Fonte: Informações do g1.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News