Cotidiano

Mãe faz alerta após bebê com 1 mês positivar para Covid-19

A recém-nascida tem apenas 34 dias de vida e acabou contraindo covid após receber visitas em casa

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Mãe faz alerta após bebê com 1 mês positivar para Covid-19
fonte: Fernanda Patrício/Instagram/Reprodução

Uma mãe fez uma publicação em uma rede social alertando as outras pessoas sobre fazer vistas durante a pandemia. Sua filha, Alice Vitória, de apenas 34 dias de vida, começou a demonstrar sintomas da Covid-19, como febre, nariz congestionado e tosse seca na última quinta-feira (27). Logo a mulher desconfiou que a criança havia sido contaminada com a doença e, isso, por conta de visitas que recebeu. O caso ocorreu em João Pessoa, Paraíba.

continua após publicidade

No mesmo dia, a mãe da menina começou a ter febre e dor no corpo. As duas, que não saíam de casa desde o sétimo dia de vida da bebê, quando fez o teste do pezinho, foram em busca de atendimento médico. A pediatra que atendeu Alice pediu que ela fizesse um teste para diagnóstico de Covid no 3º dia de sintomas. O resultado foi positivo.

Receber pessoas em casa após o parto da menina não era uma opção para a auxiliar financeira, Fernanda. Mãe de primeira viagem, ela passou por muitas dificuldades na gravidez e fez de tudo para proteger Alice, a quem define como “um milagre”.

continua após publicidade

Ela explicou que não estava aceitando visitas. Mas teve quem insistiu. Quem foi até o local e chegou sem máscara recebeu o pedido para recolocar o equipamento de proteção individual no rosto, mas algumas pessoas, voltavam a tirá-la. Constrangida, Fernanda não insistia.

Depois do susto, o pensamento dela é outro. A mãe até usou as redes sociais para expandir o pedido que as visitas a bebês sejam evitadas.

“Quando eu me dei conta que ela estava doentinha e que essa doença já matou várias pessoas, eu fiquei muito abalada. Explodiu dentro de mim uma leoa que tem coragem de atacar qualquer um pra defender a cria, pois é a vida de uma criança que está em jogo. E na hora de decidir entre chatear alguém ou a saúde de minha filha, eu a escolho, mesmo que eu seja taxada de exagerada”, reforçou.

continua após publicidade

Na publicação, a auxiliar financeira lembrou, que mesmo vacinada, viveu um pesadelo com a pequena e explicou o motivo para desabafar.

"Estou com Covid também, tive todos o sintomas e meu corpo está dolorido até os fios de meus cabelos. Imagina a minha pequena que teve madrugada que gemia de dor [...]. Deem ouvidos a essa 'mãe louca' [que] no fundo ela só quer proteger a cria".

Com informações do g1.