MAIS LIDAS
VER TODOS

Cotidiano

Lula: Cabe ao Estado garantir oportunidades iguais para todos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o País ainda acumula imensa dívida histórica com o passado de escravidão. Em sua avaliação, cabe ao Estado garantir oportunidades iguais a todos. "Apesar de ocupar o posto de 2ª maior nação negra do plane

Sofia Aguiar (via Agência Estado)

·
Escrito por Sofia Aguiar (via Agência Estado)
Publicado em 21.03.2023, 18:10:00 Editado em 21.03.2023, 18:13:51
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o País ainda acumula imensa dívida histórica com o passado de escravidão. Em sua avaliação, cabe ao Estado garantir oportunidades iguais a todos.

continua após publicidade

"Apesar de ocupar o posto de 2ª maior nação negra do planeta, Brasil ainda não acertou contas com o passado de 350 anos de escravidão", disse Lula, em evento voltado à igualdade racial nesta terça-feira, 21. No discurso, o presidente citou medidas tomadas durante os governos petistas de avanço às pautas sociais. "Apesar de todos os esforços e avanços, esse país ainda tem uma imensa dívida histórica."

Para o presidente, nenhum país do mundo será democracia "enquanto a cor da pele das pessoas determinar oportunidades que elas terão ou não ao longo da vida". "Sem cidadania plena, não haverá democracia." De acordo com ele, nos últimos quatro anos, houve uma tentativa de retrocesso ao passado colonial, em referência ao governo do ex-presidente Jair Bolsonaro.

continua após publicidade

Lula citou a aprovação do estatuto de Igualdade Racial que, segundo pontuou, demorou para ser aprovado por causa de divergência entre entidades que representavam povo negro. "Companheiros aprovaram e acho que foi um ganho excepcional para o movimento negro brasileiro", comentou, citando também a demora que ocorre na titulação de terras. Ainda, o presidente fez referência à violência contra mulher, bandeira adotada desde a campanha eleitoral. Segundo ele, "sempre há um jeito de aumentar a violência contra a mulher, sobretudo a mulher negra".

Marcaram presença no evento os ministros Silvio Almeida (Direitos Humanos), Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar), Marina Silva (Meio Ambiente), Anielle Franco (Igualdade Racial), Rui Costa (Casa Civil), Margareth Menezes (Cultura) e Esther Dweck (Gestão), além da primeira-dama, Janja da Silva.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "Lula: Cabe ao Estado garantir oportunidades iguais para todos"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!