Cotidiano

Ladrão rouba carro de padre, acha R$ 23 mil e distribui dinheiro

O caso está repercutindo na internet, porque o responsável pelo roubo concedeu uma entrevista para a imprensa desmentindo a versão do religioso

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem Ilustrativa
fonte: Pixabay
Imagem Ilustrativa

Na última terça-feira (05), um padre teve o carro da igreja roubado e, dentro do automóvel, o ladrão encontrou cerca de R$ 23 mil em dinheiro. No entanto, o que vem chamando a atenção é que o responsável pelo roubo distribuiu o dinheiro nas ruas da cidade de Caruaru, Pernambuco, onde o crime aconteceu.

continua após publicidade

O padre Márcio Cândido dos Santos, da paróquia São José, afirmou que a verba era fruto de ofertas de fiéis e seria usada em gastos internos da igreja. O caso ganhou mais repercussão nas redes sociais, porque o ladrão concedeu uma entrevista para a imprensa local desmentindo a versão do religioso e contando como distribuiu o dinheiro roubado.

Conforme o padre Márcio, ele estava na cidade pernambucana porque precisou buscar atendimento médico após passar mal enquanto viajava. A paróquia a que o padre pertence fica na cidade alagoana de Canapi. “Fui para um retiro de padres na segunda (04) e o percurso era por Caruaru. Chegando lá, jantei, pernoitei, e nesse intervalo, passei mal. Fui direto para o hospital pra ver o que era”, contou o padre.

continua após publicidade

“Quando eu estava estacionando o carro [no hospital], esse indivíduo me pediu que eu levasse ele no centro. É nítido que este estava totalmente drogado, e com uma arma na cintura, não sei se de fogo ou branca”, completou ele, que relatou ter corrido para dentro do hospital, sem conseguir impedir o roubo do veículo.

De posse da Fiat Toro da igreja, o ladrão, identificado como Evandro Gabriel Santana, de 24 anos, achou os R$ 23 mil que seriam usados para pagar contas da igreja e camisetas de uma peregrinação promovida pela paróquia, e passou a distribuir aleatoriamente para pessoas na rua.

“Eu gritava: quem quer dinheiro, olha o dinheiro, galera. Acho que distribuí uns R$ 20 mil”, afirmou ele. O homem, que foi preso, disse também que, na verdade, foi abordado pelo padre com uma proposta de carona, mas que não teria sido deixado no centro, conforme combinado. “Aí fiquei com raiva e roubei mesmo”, disse.

continua após publicidade

O padre nega a versão. A paróquia divulgou uma nota de repúdio após a entrevista do suposto bandido. Veja:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Paróquia São José (@paroquiacanapi)


Fonte: Informações do Metrópoles.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News