Cotidiano

Kim Kataguiri é alvo de pedidos de cassação na Câmara

PT argumenta que o deputado defendeu o nazismo durante participação no Flow Podcast

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Kim Kataguiri é alvo de pedidos de cassação na Câmara

A bancada do PT na Câmara dos Deputados dará entrada, nesta quarta, com um pedido de cassação do mandato de Kim Kataguiri (DEM-SP) junto ao Conselho de Ética da Casa. O partido argumenta que o deputado defendeu o nazismo durante participação no Flow Podcast. A informação foi divulgada pelo senador e presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa no Senado, Humberto Costa (PT-PE). Além do partido, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), anunciou que irá protocolar ofício.

continua após publicidade

“É inaceitável que alguém eleito pelo voto defenda o nazismo, um regime que matou mais de seis milhões de judeus. Quem jura defender a Constituição não pode ultrajar, exaltando sistemas genocidas, valores que para ela são sagrados, como a dignidade humana e o direito à vida”, disse Costa em sua conta pessoal no Twitter.

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) também cobrou a cassação do mandato de Kim por “desrespeito às vítimas do holocausto, aos judeus e aos brasileiros”. “Isso não é assunto para a política,mas para a polícia. Vida é bem supremo”, disse em sua rede social.

continua após publicidade

Kim esteve no programa do Flow Podcast desta segunda,7, ao lado da deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP). Durante discussão com o apresentador Monark sobre regimes radicais de direita e esquerda, Kim queixou-se do fato de que, segundo sua percepção, defensores do comunismo teriam mais espaço na mídia do que defensores do nazismo. Tendo como ponto de partida a existência do PC do B (Partido Comunista do Brasil) e do PCB, o parlamentar afirmou: “A gente não tem um partido formal fascista ou nazista com espaço no parlamento e na imprensa”. Argumentado defender a liberdade de expressão, Kim também contestou o fato de a Alemanha ter criminalizado o nazismo e proibir a existência de um partido que o represente.

Por Estadão Conteúdo.