Cotidiano

Japonês gasta R$ 75 mil para se ‘transformar’ em cachorro

Um japonês surpreendeu as redes sociais ao realizar um sonho antigo de "se transformar em um cachorro"

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa da notícia Japonês gasta R$ 75 mil para se ‘transformar’ em cachorro
fonte: Reprodução/Redes Sociais

Um japonês surpreendeu as redes sociais ao realizar um sonho antigo de "se transformar em um cachorro". Em seu Twitter, o artista deixa nítido a paixão que tem pelos animais de quatro patas e esse sentimento é tão intenso que ele investiu cerca de 2 milhões de ienes (aproximadamente R$ 75,9 mil) em uma fantasia de um cão da ração collie. 

continua após publicidade

Toco, como é conhecido na web, decidiu não recorrer a procedimentos estéticos, que mudariam seu corpo, então, optou por utilizar uma fantasia e escolheu um traje inspirado especificamente nos collie, a raça de cachorro favorita do artista. 

Ele encomendou uma enorme fantasia personalizada da Zeppet Workshop, famoso estúdio japonês especializado em arte e modelagem. Os profissionais já tinham produzido modelos em tamanho real de robôs, animais e outras criaturas, tanto para filmes e publicidade quanto para uso pessoal.

continua após publicidade

A roupa de collie para Toco levou pelo menos 40 dias para ficar pronta e apresenta um nível fora do comum de detalhes realistas, como pele sintética para aumentar ainda mais a semelhança com o cachorro.

Também tem algumas características físicas da raça, como tonalidades fortes da pelagem e sua estrutura, que ajudam a camuflar completamente o corpo humano que veste a fantasia. Isso ajuda com que Toco convença as pessoas ao redor de que a criatura é realmente um animal.

Os profissionais da Zeppet foram procurados pela Nippon TV, uma emissora japonesa, e explicaram o desafio de produzir uma fantasia rica em detalhes e com materiais de alto custo, como borracha sintética: “A anatomia canina é muito diferente da humana, então tivemos que ser engenhosos. Usamos fotos de collies tiradas de diferentes ângulos, melhoramos a maciez do casaco para esconder a casca da fantasia o máximo possível e fizemos a boca abrir e fechar sozinha”.

continua após publicidade

Ao publicar sua “aparência” no Twitter e no canal no YouTube, Toco ganhou notoriedade no país. Em alguns vídeos, ele até se comporta como um cachorro e anda sobre quatro patas, deita e rola pelo chão. Ele também faz outras brincadeiras típicas de um cão que obedece os comandos de um dono.

Por compartilhar esses momentos nas redes sociais, Toco recebe elogios pela criatividade e ousadia, mas também há algumas críticas por acharem que é algo “excêntrico demais”, feito para chamar atenção por um fetiche que chamam de “sem sentido”.

Veja:

continua após publicidade

null - Vídeo por: 動物になりたい   

As informações são do Estadão Conteúdo.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News