Mais lidas

    Cotidiano

    São Paulo

    Idoso se recusa a tomar vacina e morre com Covid-19

    Idoso se recusa a tomar vacina e morre com Covid-19
    Foto por Adriano Ishibashi/Framephoto/Estadão Conteúdo
    Escrito por Da Redação
    Publicado em 21.04.2021, 17:00:59 Editado em 21.04.2021, 17:03:11
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Após se recusar a tomar a vacina, um idoso de 79 anos morreu dias depois por complicações causadas pela Covid-19, em Ilha Comprida, litoral de São Paulo. De acordo com informações da prefeitura, o homem não quis tomar as doses do imunizante contra o coronavírus no mês passado, durante uma visita de agentes de saúde.

    Conforme o Departamento Municipal de Saúde, ele era portador de doença pulmonar obstrutiva crônica e também tinha hipertensão arterial. Ele recebeu uma equipe de vacinação em casa, no dia 16 de março, mas se recusou a receber a dose da vacina contra a Covid-19. Segundo a prefeitura, ele assinou um termo de responsabilidade. A administração municipal não informou se ele recusou receber a vacina CoronaVac ou a de Oxford.

    Duas semanas depois, no dia 4 de abril, o homem entrou em contato com o atendimento médico no Posto Covid-19 com calafrios, sudorese, dores no peito, mal-estar geral, tosse e febre. O idoso realizou um teste rápido para a doença e o resultado deu positivo. Ele foi medicado, conforme prescrição médica, e liberado.

    No dia 8 de abril, ele retornou ao posto, com agravamento dos sintomas. Segundo o boletim epidemiológico, o idoso foi mantido em observação com cuidados médicos e de enfermagem, sendo incluído no sistema de agendamento da Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross) no dia 11 para uma vaga em unidade hospitalar de referência.

    A transferência aconteceu no dia seguinte, e ele foi internado no Hospital de Pariquera-Açu no dia 12, onde ficou até esta segunda-feira (19), mas não resistiu às complicações causadas pela doença e veio e morreu. Conforme a declaração de óbito, ele morreu por síndrome do desconforto respiratório agudo, pneumonia, infecção pela Covid-19, hipertensão arterial e doença pulmonar obstrutiva crônica.

    O Departamento Municipal de Saúde de Ilha Comprida afirma que rastreia e monitora todos os casos confirmados e suspeitos da doença para prevenir a disseminação do vírus no município. Todos os óbitos confirmados pela doença são divulgados com detalhes, para informar à população sobre o avanço da pandemia na cidade.

    Segundo o G1, a equipe do site tentou falar com a família do idoso, mas foi informada pela administração municipal que ele não querem se posicionar sobre o assunto.

    As informações são do site G1. 

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "Idoso se recusa a tomar vacina e morre com Covid-19"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.