Cotidiano

Homem toma vacina de enfermeira e aplica no próprio braço

A situação será informada a Secretária de Saúde do Estado do Ceará como “incidente de vacinação”

Da Redação ·
Homem poderia ter sofrido lesão muscular grave
fonte: Divulgação
Homem poderia ter sofrido lesão muscular grave

Um homem que estava prestes a ser vacinado contra a Covid-19 tomou a seringa com o imunizante das mãos da vacinadora e aplicou no próprio braço. O caso aconteceu neste sábado (3) na cidade de Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza, e foi registrado em vídeo por um colega que acompanhava o homem. A prefeitura da cidade alerta para os perigos desse tipo de atitude.

continua após publicidade

O vídeo mostra o homem conversando com profissionais da saúde, já posicionado para receber o imunizante. A auxiliar de enfermagem, ergue o braço e mostra ao homem a seringa preparada. É quando ele toma o imunizante das mãos dela, aponta para a câmera do colega que estava filmando e, logo em seguida, de forma brusca, aplica a vacinação no próprio braço. A enfermeira ainda tenta pegar a seringa de volta, mas o homem foi mais rápido que ela. 

Depois de aplicar o imunizante no próprio braço, o homem devolve a seringa para a enfermeira e vai embora, deixando a equipe surpresa.

continua após publicidade

Medo de não ser imunizado

Ao portal G1, um familiar que prefere não ser identificado explicou que o homem teve a atitude por medo de algum tipo de fraude e que ele não brincou ao aplicar o imunizante no próprio braço. Segundo a familiar, o homem não tomou a seringa das mãos da enfermeira com o intuito de desmoralizar os profissionais que estavam no local.

A vacinação segue critérios técnicos e a aplicação é feita por profissional habilitado. Toda pessoa pode, no ato da imunização, checar qual vacina será aplicada, e se há líquido na seringa, por meio dos procedimentos padrões adotados pelos vacinadores, que são subordinados a órgãos de saúde.

continua após publicidade

"Repercutiu de uma maneira que a gente não esperava, não foi uma brincadeira. Ele teve uma atitude por tanta coisa que a gente assiste na televisão, de pessoas que não sabem vacinar, de pessoas que fingem vacinar e não vacinam, e enfim, vacina vencida, vacina que vai para o lixo, e realmente foi uma atitude que ele tomou, que não foi uma brincadeira jamais para desmoralizar nenhum funcionário, nada disso", disse a familiar.

Ato foi perigoso e imprudente, diz prefeitura

Em nota, Prefeitura de Eusébio afirmou considerar o ato "inadequado, imprudente, perigoso e ainda desrespeitoso para com a vacinadora, profissional apta para realizar a aplicação da vacina". 

continua após publicidade

A prefeitura também lamentou a atitude, que considera como "reprovável" por ter exposto o próprio homem a risco de acidente. "Por exemplo, poderia ter havido ruptura (o que não houve) da agulha no braço do mesmo", disse, em nota.

A ocorrência será notificada como incidente de vacinação à coordenação estadual de imunização. "Estaremos mais atentos para coibir e evitar incidentes outros semelhantes a este, que como dito é reprovável", finaliza a nota.

Com informações do G1